Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ana Luiza Muccillo Baisch

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • proposta para a implantação de curso modalidade ead sobre políticas públicas de prevenção, cuidados e reinserção social de dependentes químicos – cenpre/sead/furg
  • Esta proposta tem por objetivo elaborar um curso de formação para qualificação profissional e de gestores no eixo temático Cuidado e prevenção às drogas na modalidade a distância para atender ao Edital 20/2019. Ela apresenta a condição da Universidade Federal do Rio Grande – FURG, por meio da sua Secretaria de Ensino a Distância – SEaD e do Centro de Estudos, Recuperação e Tratamento da Dependência Química – CENPRE em apresentar os materiais didáticos para serem vinculados ao curso e contemplar a oferta de pelo menos uma turma para obter validação do Ministério da Cidadania. O CENPRE acumula uma experiência de 30 anos na temática de políticas públicas de prevenção, cuidados e reinserção social de dependentes químicos, e se constitui em um dos Centros Regionais de Referência instituídos pela SENAD e foi responsável pela capacitação de agentes de saúde e sociais de mais de 1300 profissionais. A SEaD acumula experiência na EAD, e na instituição é a responsável pela execução da política de formação a distância. As atividades propostas ao longo dos Módulos objetivam fixar a aprendizagem e preparar o aluno para realizar a avaliação final com vistas a aprovação. Serão utilizadas as ferramentas do Moodle 3.6 (escolha, lição, glossário, questionário) e plug-ins compatíveis de conteúdo interativo e gamificação, para atender diferentes necessidades e estilos de aprendizagem, previstas no Design Instrucional do curso, para que o interesse do participante seja mantido ao longo dos módulos. Os recursos didáticos preveem a organização do conteúdo no formato de apostila ou livro digital com arquivos de mídia e hiperlinks, vídeo-aulas e podcasts. Pretende adaptar o material usado nas capacitações de profissionais e do curso de especialização, já desenvolvidos pelo CENPRE/FURG, oportunizar que seja feita a transferência de conhecimentos produzidos na FURG para a sociedade, com vistas à qualificação da gestão e à melhoria das instituições e iniciativas existentes, estimular a pesquisa aplicada em temas de interesse da administração pública, com vistas a subsidiar o processo decisório, a geração de conhecimento especializado e à formação de pessoal qualificado nessas temáticas e ainda incentivar e apoiar o desenvolvimento de ações de difusão cientifica continuas e integradas a serem desenvolvidas nas etapas do projeto.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 30/12/2019-30/06/2020
Foto de perfil

Ana Luiza Muccillo Baisch

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • glicosilação controlada de flavonoides por via enzimática: avaliação dos efeitos antioxidantes e neuroprotetores
  • De origem natural os flavonoides são poderosos agentes antioxidantes e neuroprotetores. Seus efeitos biológicos benéficos estão ligados a sua capacidade de modular cascatas de sinalização celular. Essencialmente encontrados nos vegetais, os flavonoides são objeto de funcionalização nas etapas final de sua biossíntese. A modulação e o controle da funcionalização destes compostos são essenciais para que sejam aumentadas suas potencialidades com especial interesse da indústria farmacêutica. As vias enzimáticas se mostram ser alternativas muito boas devido à especificidade das enzimas. Assim este projeto propões testar os flavonoides desenvolvidos por meio de um processo inovador de glicosilação para aumentar a sua biodisponibilidade. Particularmente, o procedimento de funcionalização enzimática dos flavonoides será avaliado sobre as atividades antioxidantes e neuroprotetoras. As atividades serão investigada em um modelo experimental in vitro de cultura celular e (neuroblastoma e astioglioma), e dois modelos in vivo, os peixes (Danio rerio) e roedores (Mus musculus).
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Luiza Neves de Holanda Barbosa

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • preços, consumo e demanda de produtos alimentares por nível de processamento no brasil: evolução e projeções
  • Apesar de perder peso relativo nas últimas décadas, o gasto com alimentação ainda é um item importante na participação das despesas das famílias brasileiras. Se por um lado, avanços significativos na indústria de produção agroalimentar e as mudanças no estilo de vida das pessoas, há uma gama maior de opções de alimentação (e mais barata!), por outro, o maior consumo de alimentos industrializados e preparados (“comida pronta”) pode induzir a uma maior ingestão de determinados nutrientes e substâncias químicas que, se consumidos em excesso, podem gerar danos à saúde. O objetivo deste projeto de pesquisa é o de analisar a evolução dos preços, do consumo e da demanda dos alimentos por nível de processamento e composição nutricional ao longo do tempo no Brasil. Em particular, pretende-se analisar a relação do consumo dos alimentos por nível de processamento e por composição nutrientes com medidas antropométricas e indicadores da saúde da população brasileira. Os resultados encontrados com relação ao consumo podem fornecer contribuições valiosas no que diz respeito à políticas públicas que visem melhorar a saúde e dieta da população brasileira.
  • Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - DF - RJ - Brasil
  • 02/01/2020-31/01/2022
Foto de perfil

Ana Luiza Pamplona Mosimann

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • avaliação do papel da osteopontina na infecção pelo vírus da dengue
  • Diferentes viroses transmitidas por artrópodes (arboviroses) tem ganho recentemente um posto proeminente na mídia dada a gravidade das doenças, sequelas e mortalidade associadas. Nesse panorama a dengue pode ter sido esquecida, no entanto, ainda é a arbovirose que apresenta o maior impacto a nível global em termos de saúde pública. De acordo com a Organização Pan-americana da Saúde (OPAS) o Brasil contribui com a maioria dos casos notificados no continente Americano. Dados do Ministério da Saúde do Brasil mostram que no ano de 2019 até a semana epidemiológica 34 foram registrados 1.439.471 casos prováveis de dengue. A dengue é uma doença infecciosa não-contagiosa que apresenta um amplo espectro de manifestações clínicas. Embora, a taxa de mortalidade não seja tão alta o impacto socioeconômico em função da morbidade associada à infecção não é negligenciável. Isso tem promovido iniciativas para o desenvolvimento de vacinas e antivirais específicos. Nesse contexto, o estudo de proteínas celulares cuja expressão seja passível de modulação e que desempenhem papéis importantes durante a infecção viral podem indicar potenciais alvos para terapias antivirais. Tendo em vista que estudos prévios de padrões de expressão gênica mostram a modulação da osteopontina durante a infecção pelo vírus da dengue, o fato de essa proteína estar envolvida na polarização da resposta immune cellular e a importância da resposta immune cellular durante a infecção pelo vírus da dengue, a osteopontina pareceu ser um alvo promissor para uma investigação mais aprofundada. Considerando que a osteopontina já está sendo estudada como um alvo terapêutico em outras patologias e a disponibilidade de ferramentas para o seu estudo, a viabilidade e potencial do trabalho tornam-se claros. Nossos dados preliminares confirmam que a expressão da osteopontina é modulada durante a infecção pelo vírus da dengue in vitro e in vivo. É indispensável, no entanto, dar prosseguimento ao estudo dessa interação vírus-hospedeiro de forma a aumentar nossa compreensão com relação ao papel dessa proteína durante a infecção. Só assim será possível vislumbrar algum ponto com potencial de intervenção através de terapia antiviral.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Ana Luiza Spadano Albuquerque

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • projeto aspecto – assimetria na distribuição de energia e massa entre as correntes de contorno oeste do atlântico sul durante os últimos 180ka (mis 6 ao mis1) e o papel do vazamento das agulhas sobre o clima continental
  • O acoplamento oceano-atmosfera é decisivo para a determinação, tanto dos estados médios, quanto da variabilidade do clima terrestre, em função da elevada capacidade térmica dos oceanos e de suas propriedades de distribuição de calor. O entendimento dos modos e padrões de variabilidade dos oceanos em larga escala temporal depende de estudos paleoceanográficos, os quais têm comprovado claramente a direta relação entre a dinâmica oceanográfica e o clima global. O Oceano Atlântico teve (tem) papel central na propagação das mudanças climáticas abruptas, uma vez que elas estiveram (estão) associadas à marcantes alterações na intensidade da Célula de Revolvimento Meridional do Atlântico (do inglês, Atlantic Meridional Overtuning Circulation, AMOC). Apesar disso, o conhecimento a respeito das mudanças na paleocirculação na porção tropical e subtropical do oeste do Atlântico Sul é ainda restrito, esparso e fragmentado, a despeito de seu reconhecido papel na transferência de calor inter-hemisférico e, consequentemente, na modulação do clima global. Neste sentido, o oceano Atlântico Sul contribui com a AMOC transferindo calor para o Atlântico Norte através do Giro Subtropical do Atlântico Sul (GSAS). Na porção norte deste Giro, a Corrente Sul Equatorial (CSE) se bifurca dando origem às correntes de contorno oeste que ocupam a margem brasileira, são elas: a Corrente Norte do Brasil (CNB) e a Corrente do Brasil (CB), nos ramos norte e sul, respectivamente. A variabilidade da temperatura da superfície do mar (TSM) dessas correntes modula o posicionamento e a intensidade dos principais mecanismos atmosféricos que controlam o clima da América do Sul, tais como: a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS). Além disso, na porção sudoeste do GSAS, o Oceano Atlântico recebe calor transportado do Índico através do vazamento das Agulhas, o qual contribui para a variabilidade na distribuição de calor e sal entre as correntes de contorno oeste do Atlântico Sul e, consequentemente, modula a intensidade da AMOC. Estudos paleoceanográficos que abordem a variabilidade oceanográfica do setor oeste do Atlântico Sul, especialmente focados na CNB e CB são ainda raros. Apesar desta escassez de registros paleoceanográficos, alguns estudos têm apontado para uma condição antifásica ou assimétrica no transporte de calor e sal entre as correntes de contorno oeste do Atlântico Sul, e o fundamental controle do vazamento das Agulhas sobre esse mecanismo, acomodando as marcantes mudanças no transporte inter-hemisférico deste calor e sal no Atlântico. No entanto, o impacto das mudanças climáticas abruptas sobre a CNB e CB permanece elusivo, principalmente em função da pequena quantidade de registros marinhos com alta resolução temporal. Neste sentido, o Projeto ASpECTO se propõe a estudar a assimetria de transporte de calor e massa entre as CNB e CB ao longo dos últimos 180.000 anos (MIS 6 ao MIS1), buscando também entender o impacto do vazamento das Agulhas sobre o transporte de calor dessas correntes e suas consequências sobre o clima continental. Para tanto, esse projeto se baseia no estudo de três testemunhos marinhos localizados nas Bacias de Santos (GL1090), Pernambuco-Paraíba (GL1180) e Barreirinhas (GL1248), os quais estão sob a influência da Corrente do Brasil, da região da bifurcação da Corrente Sul-Equatorial e da Corrente Norte do Brasil, respectivamente. Além disso, esse projeto também abordará um testemunho coletado pela Expedição IODP-361 (Janeiro-Fevereiro 2016), localizado no Banco das Agulhas ao largo da Cidade do Cabo na África do Sul (U1479), que representa a região reconhecida como “Agulhas ring-corredor”, cujo o estudo será realizado em alta-resolução temporal, visando estabelecer os padrões de exportação de calor e sal entre os oceanos Índico e Atlântico.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Marcia Delattre Zocolotti

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • avaliação do comportamento da pressão intracraniana pelo método não invasivo após intervenção fisioterapeutica em indivíduos com lesão neurológica
  • Atualmente a associação entre fisioterapia e alterações na pressão intracraniana é pouco contemplada nos estudos científicos. Além disso, os dados existentes na literatura têm um olhar principalmente sobre a atuação da fisioterapia respiratória em pacientes graves e sob cuidados intensivos. Diversas patologias podem causar alteração na pressão intracraniana (PIC), como distúrbios metabólicos, infecções, traumas, obstrução do retorno venoso, tumor, hemorragia, dentre outros. Existem atualmente, diferentes protocolos invasivos para monitoramento da PIC; todavia, em todos há exigência de introdução de cateter cerebral através de procedimento cirúrgico. Com a implantação de um protocolo de mensuração da PIC, através do método não invasivo, pretende-se ampliar o conhecimento das alterações deste parâmetro em diferentes momentos da recuperação dos pacientes neurológicos. Em detrimento dos métodos invasivos, o sistema de monitoramento não invasivo poderá ser implantado e manuseado pelo fisioterapeuta durante seu processo intervencionista, uma vez que é fixado sobre o osso craniano, sem a necessidade de trepanação. Este estudo está inserido dentro de um projeto guarda-chuva, que visa abordar, o efeito da atuação fisioterapeutica sobre a PIC em diferentes patologias - como, por exemplo, traumatismo cranioencefálico (TCE), acidente vascular encefálico, tumores, paralisia cerebral, dentre outras patologias do sistema nervoso central. Neste estudo será realizada a primeira fase deste grande projeto, que tem como objetivo o estudo do comportamento da PIC em pacientes com TCE nas fases aguda, subaguda e crônica. Serão selecionados indivíduos (de ambos os sexos) portadores desta patologia, e, após avaliação fisioterapeutica, formarão três grupos experimentais, de acordo com o tempo de lesão: grupo A – TCE agudo (ocorrido até 7 dias); grupo B –TCE subagudo (de 2 a 16 semanas); grupo C –TCE crônico (mais de 16 semanas). Com este projeto não se pretende estabelecer uma intervenção fisioterapeutica pré-determinada para que seja realizada nos pacientes com TCE. A intenção é de que seja mantida a prática de atendimento fisioterapeutico do serviço de saúde onde será realizada a pesquisa, tanto em ambiente hospitalar como ambulatorial. Todavia, no início da intervenção fisioterapeutica será acoplado no paciente o equipamento de monitoramento não invasivo da PIC (fixado na região temporal do crânio - de acordo com as especificações do fabricante), para que sejam colhidos dados desta variável em três intervalos definidos: antes, durante e depois do atendimento. Assim, os resultados deste estudo possibilitarão a ampliação dos conhecimentos sobre os efeitos da fisioterapia sobre o parâmetro da PIC em diferentes momentos na evolução da patologia, uma vez que transcende a investigação para além das manobras realizadas com a fisioterapia no paciente grave em fase aguda.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Ana Maria Baptista Menezes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • determinantes das doenças crônicas ao longo do ciclo vital. acompanhamento dos 22-23 anos da coorte de nascimentos de 1993, pelotas, rs
  • As crianças que nasceram nas maternidades da cidade de Pelotas, RS, em 1993 vêm sendo acompanhadas periodicamente. Desde outubro de 2015 está sendo realizando mais um acompanhamento para investigar a influência de exposições precoces e atuais sobre a composição corporal, saúde cardiometabólica, saúde renal, pulmonar e saúde mental, no início da vida adulta. Os membros desta coorte, agora com 22-23 anos, estão respondendo a questionários e realizando exames e avaliações como coleta de sangue, aferição de pressão arterial, espirometria, avaliação do tônus vascular e da força muscular, avaliação da composição corporal, scanner corporal para avaliação da forma, comprimentos e circunferências corporais e antropometria. Psicólogos treinados estão aplicando instrumentos para avaliação da saúde mental. Teste no computador de reconhecimento de expressões faciais está sendo aplicado; questionário confidencial (questões relacionadas a sexo, drogas ilícitas, comportamentos de agressividade e violência, fumo, álcool, contracepção, gravidez e aborto), auto-aplicado e sigiloso.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Ana Maria Benko Iseppon

Tecnologias

Desenvolvimento Tecnológico e Industrial
  • bioinformática, ômicas e biotecnologia aplicadas ao feijão-caupi visando à resistência contra patógenos e pragas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 29/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Ana Maria Benko Iseppon

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • inferências genômicas e biotecnológicas aplicadas às plantas do nordeste brasileiro
  • Plantas possuem os maiores e mais redundantes genomas de nosso planeta, suportando grandes mudanças na dinâmica e proporção entre DNA codificante e não codificante. Tal plasticidade se deve a mecanismos de duplicação genômica ou em tandem, gerando cópias redundantes de clusters gênicos que podem ser mantidas ou eliminadas em um posterior processo de diploidização. Tal plasticidade resulta em um número significativo de isoformas proteicas com funções específicas, observadas para várias categorias moleculares, com ênfase para famílias proteicas associadas à resposta a estresses ambientais e bióticos. Com o advento das ômicas um grande volume de dados encontra-se disponível em bancos de dados públicos, bem como em plataformas de acesso restrito geradas pelo grupo proponente. O Brasil apresenta alta biodiversidade, mas ainda são escassas as pesquisas abordando aspectos genéticos e moleculares das plantas e microrganismos em ambientes neotropicais. Nesse cenário a região Nordeste do Brasil se destaca por abrigar os domínios da Mata Atlântica e da Caatinga, com diversas formações vegetacionais como os brejos de altitude, as restingas, manguezais, cerrado, bem como diversas subcategorias da caatinga, sendo considerada um dos centros mundiais de biodiversidade. Ao mesmo tempo que é crucial conservar a biodiversidade remanescente, é fundamental o desenvolvimento de cultivares adaptadas às condições da região, especialmente considerando que 30% da população Brasileira vive nessa região, cuja economia tem forte dependência da agricultura e da pecuária. Os grupos brasileiros proponentes têm trabalhado em análises de genômica funcional e estrutural envolvendo plantas, patógenos microbianos e estresses ambientais. Nesse sentido, temos identificado e avaliado genes/proteínas candidatos para o entendimento das relações planta-patógeno e planta-ambiente (especialmente seca e salinidade), avaliando seu potencial biotecnológico. Os estudos incluirão prospecção de transcriptomas gerados pelo nosso grupo a partir de espécies altamente adaptadas a condições estressantes do nordeste Brasileiro, incluindo uma leguminosa arbórea conhecida popularmente como ‘Catingueira’ (Cenostigma pyramidallis), uma leguminosa arbustiva do semiárido (Stylosanthes scabra), além de uma espécie usada na medicina popular (Calotropis procera, Apocynaceae). Todas as espécies chamam a atenção pelas condições de estresse que conseguem suportar. Também dispomos de transcriptomas de plantas cultivadas, como a videira (Vitis vinifera), o feijão-caupi (Vigna unguiculata) e a soja (Glycine max). Serão selecionadas moléculas de categorias específicas, incluindo peptídeos antimicrobianos, fatores de transcrição e genes responsivos à seca e à salinidade nas plantas citadas, avaliadas comparativamente a dados disponíveis em bancos públicos com ferramentas de bioinformática. As inferências biotecnológicas incluirão expressão heteróloga e testes in vitro e in vivo de proteínas e peptídeos isolados ou sintetizados. Ao final do estudo pretendemos ter desenvolvido no mínimo duas plantas transgênicas ou com genomas editados, expressando e transmitindo genes de interesse, além de análises de atividade in vitro com peptídeos/proteínas selecionadas com vistas a patenteamento. Todas as pesquisas aqui propostas já se encontram em andamento, incluindo como as parcerias do presente projeto. O projeto inclui 24 pesquisadores, dos quais 13 são bolsistas de produtividade do CNPq, sendo sete nível 1 e seis nível 2. Além desses o projeto conta com cinco pós-doutorandos, orientados por três pesquisadores do projeto. A pesquisa envolve até o momento 14 doutorandos, cinco mestrandos e 11 alunos de graduação, incluindo bolsistas PIBIC e PIBITI. O apoio solicitado no presente projeto visa complementar recursos anteriores, propiciando a continuidade e finalização das pesquisas em andamento.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria Blanco Martinez

Ciências da Saúde

Medicina
  • associação das terapias celular e gênica em modelo de transecção e tubulização de nervo isquiático
  • Lesões nervosas periféricas afetam milhares de pessoas, reduzindo suas capacidade motora e qualidade de vida. Apesar do potencial regenerativo do sistema nervoso periférico (SNP), lesões com perda de um segmento do nervo tornam a recuperação funcional desses indivíduos um desafio. Nesses casos é preciso lançar mão de estratégias que induzam ou potencializem a regeneração das fibras nervosas. Nosso laboratório vem investindo nos últimos anos o potencial regenerativo de várias estratégias, entre elas o uso de tubos biodegradáveis para ligação dos cotos do nervo lesado, utilização de terapia celular (células tronco mesenquimais, células de Schwann, células da glia embainhante olfatória) de terapia gênica (plasmídeos de VEGF e G-CSF, isolados ou combinados), além de exercícios físicos. Nossos resultados têem sido bastante promissores o que nos incentiva a continuar pesquisando novas estratégias em busca de protocolos que possam ser translacionados para a clínica médica. Os efeitos da interação da utilização de tubos biodegrádaveis e das terapias gênica e celular na regeneração nervosa ainda precisam ser investigados. Em relação à terapia celular, as células-tronco derivadas do tecido adiposo de humanos (hADSC) têm despertado grande interesse de pesquisadores devido ao seu grande potencial terapêutico, à facilidade de extração a partir do tecido adiposo e por não possuírem problemas éticos, já que podem ser doadas pelo próprio paciente. Sendo assim, este trabalho tem como objetivo investigar os efeitos da associação de tubos biodegradáveis (poli ácido láctico), terapia celular com as hADSCs e terapia gênica com VEGF e G-CSF na regeneração de nervo isquiático em camundongos. A regeneração do nervo será avaliada através de técnicas morfológicas, quantitativas, bioquímicas e funcionais. O laboratório possui equipamentos e infraestrutura necessários para o desenvolvimento do projeto, com exceção da confecção dos plasmídeos contendo VEGF e G-CSF que será realizado no CINTERGEN, São Paulo com a colaboração do Professor Sang Won Han, com quem temos uma parceria bastante profícua. Esperamos que os resultados deste trabalho sejam convertidos em protocolos essenciais na clínica médica.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Ana Maria Caetano de Faria

Ciências Biológicas

Imunologia
  • efeitos da administração do lactococcus produtor de il-22 na diabetes tipo 1 experimental
  • A mucosa intestinal abriga o maior tecido linfóide e é o principal sítio de estimulação antigênica do organismo. A imunidade contra patógenos e a tolerância à microbiota e a antígenos da dieta depende de um balanço entre inflamação e regulação nesse local. Há uma correlação entre alterações em componentes do tecido linfóide associado ao intestino e a diabetes tipo 1 (DT1), doença caracterizada pela destruição das células-beta produtoras de insulina. Apesar da terapia atual da DT1 pela reposição de insulina, a ausência do mecanismo endógeno de controle glicêmico traz graves consequências ao organismo à medida que a doença progride. Várias alterações inflamatórias são observadas no intestino de modelos animais de DT1 e em pacientes diabéticos. Além disto, modificações na dieta ou na microbiota resultam em efeitos positivos na doença. Dados preliminares do nosso grupo em camundongos NOD (non-obese diabetic) que desenvolvem espontaneamente DT1 mostram que esses animais apresentam redução de macrófagos IL-10+ e de células T reguladoras com aumento de células T efetoras do tipo Th17 na mucosa intestinal. Ao mesmo tempo, nos linfonodos pancreáticos, predominam células dendríticas com perfil inflamatório. Nesse projeto, faremos um estudo detalhado das alterações intestinais e da microbiota dos camundongos NOD relacionando-as ao desenvolvimento da doença. Os camundongos congênicos NOR (non-obese resistent) serão usados como controle. Além disto, pretendemos testar um novo agente com potencial imunomodulador já que existe a necessidade da geração de novas alternativas terapêuticas para a diabetes e suas alterações pois a reposição de insulina é insuficiente para conter o curso da doença. Testaremos os efeitos da administração oral do probiótico Lactococcus lactis geneticamente modificado para produzir a citocina IL-22. Pretendemos associar os efeitos probióticos do L. lactis com as ações dessa citocina. A IL-22 estimula a proliferação das células epiteliais, a produção de peptídeos antimicrobianos e de citocinas importantes na homeostase intestinal e da microbiota. A IL-22 é também indutora de genes de regeneração no pâncreas. Este projeto pode contribuir para a geração de abordagens terapêuticas imunorreguladoras para a diabetes tipo 1.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/03/2021
Foto de perfil

Ana Maria de Mattos Guimarães

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • formação continuada e comunidades de desenvolvimento profissional: aproximações teórico-práticas
  • Este é um projeto de pesquisa qualitativa de base empírica no campo dos estudos sobre o ensino de língua materna, formação e trabalho do professor de Língua Portuguesa. Tem como objetivo mais geral identificar, descrever e analisar, a partir da formação de uma comunidade de desenvolvimento profissional, os modos de apropriação por si e para si, por parte do professor em formação continuada, de conceitos reguladores presentes na Base Nacional Comum Curricular e que prescrevem seu trabalho de ensino, mais especificamente, de ensino da escrita, e os possíveis impactos na sua práxis. Estamos compreendendo por apropriação a transformação, pelo professor, de conceitos reguladores de seu trabalho com vistas a sua transposição didática em práticas de ensino da escrita. A concepção de trabalho do professor, advinda do quadro interacionista sociodiscursivo, embasa tanto esta proposta de pesquisa quando a formação continuada de professores que será desenvolvida no intuito de formar uma comunidade de desenvolvimento profissional. A experiência em desenvolvimento será comparada com projeto de formação ocorrido em Portugal, na Universidade de Aveiro, de modo a produzir aproximações teórico-práticas que possam contribuir para fazer avançar o conhecimento sobre a implementação de políticas públicas e seu impacto no trabalho do professor.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/12/2020
Foto de perfil

Ana Maria de Souza Mello Bicalho

Ciências Humanas

Geografia
  • a centralidade de alimentos de qualidade diferenciada na sustentabilidade rural
  • A proposta de pesquisa é analisar a dimensão socioeconômica de sistemas alternativos de alimentos, orgânicos/agroecológicos e da apicultura e meliponicultura, considerados como sistemas sustentáveis e com produtos de qualidade diferenciada. A prática agrícola lhes imprime um caráter de produto de qualidade diferenciada frente a produtos da agricultura convencional produtivista de monoculturas intensivas em capital, mecanizadas e com alto uso de compostos químicos sintéticos. Alimentos de qualidade diferenciada e sistemas produtivos alternativos sustentáveis são coesos e conectados com a sustentabilidade rural. Sistemas sustentáveis de alimentos são concebidos pela integração e relações de equilíbrio entre recursos humanos (econômicos e sociais) e recursos naturais, a fim de garantir qualidade ambiental, sustentabilidade agronômica, viabilidade socioeconômica, alimentos de qualidade nutritiva e livres de contaminantes, segurança alimentar e do trabalho e renda. Na pesquisa, é objeto de análise a viabilidade socioeconômica, vista pela dimensão dos processos sociais no sistema e como resultantes dele como suporte a modos de vida dignos em resposta à sustentabilidade. Duas questões norteiam a pesquisa, uma quanto à dinâmica e perfil dos produtores, para entender o porquê e como optam por produtos e sistemas sustentáveis e outra direcionada a averiguar se as produções alternativas respondem realmente a pressupostos de sustentabilidade e se são viáveis a longo prazo na admissão de uma transição tecnológica. O suporte teórico-conceitual da pesquisa assenta-se no entendimento da relação dos alimentos de qualidade diferenciada com a constituição de um ambiente rural sustentável. Dois conceitos e sua interação são, portanto, centrais à pesquisa: sustentabilidade rural e alimentos de qualidade diferenciada. Metodologicamente, a análise dos sistemas produtivos de alimentos sustentáveis se apoiará em duas abordagens. Uma considerará o sistema alimentar como um socioagroecossistema, cuja sustentabilidade agronômica depende da qualidade ambiental e da viabilidade socioeconômica de forma integrada. Contudo, o foco será na análise e avaliação da dinâmica dos elementos e atributos sociais nessa integração. Outro método a ser adotado será a análise SWOT cruzando situações favoráveis e desfavoráveis ao sistema investigado, podendo-se, ao final da pesquisa, apresentar diagnósticos dos sistemas analisados e tecer propostas consolidando ou redirecionado ações no quadro do desenvolvimento territorial sustentável. A investigação é orientada aos estados do Rio de Janeiro e do Mato Grosso do Sul, que possibilitam comparações de processos de transição de sistemas alimentares sustentáveis em ambientes agrários distintos e contrastantes.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria Dubeux Gervais

Ciências Humanas

Sociologia
  • groecologia e economia solidária: construindo redes e tecnologias sociais em pernambuco
  • O presente projeto tem como proponente a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da Universidade Federal Rural de Pernambuco – (INCUBACOOP/UFRPE), fundada em 1999 atuando desde 2004 na perspectiva de incubação de territórios urbanos, na área de reciclagem de resíduos sólidos, e rurais, no acompanhamento de processos de transição agroecológica e economia solidária. Articulam-se à incubadora na presente proposta o Núcleo de Agroecologia e Campesinato (NAC), o grupo de pesquisas Curupiras: colonialidades e outras epistemologias e o Grupo de pesquisa em Agroecologia. A centralidade da proposta está no processo de construção de redes envolvendo as temáticas da agroecologia e da economia solidária e da educação ambiental. A proposta se insere em três territórios delimitados, quais sejam, a Região Metropolitana Norte (RMN) do Recife, o município de Bonito e o terceiro, para o qual convergem os dois outros : na UFRPE. O objetivo geral da proposta, que se concretizará em 18 meses, é aperfeiçoar os processos de incubação de redes de empreendimentos econômicos solidários de catadores de materiais recicláveis, de agricultura familiar e de consumo consciente, a partir de uma ótica territorial, articulando os diferentes atores que nele se encontram (poder público, sociedade civil, movimentos sociais, iniciativa privada), buscando uma melhor qualidade de vida para seus membros e a população que com eles se relacionam na perspectiva do desenvolvimento territorial sustentável, visando a redução das desigualdades sociais e melhoria da renda e qualidade de vida, em sintonia com os objetivos do milênio (Agenda 2030). A metodologia é participativa e tem as comunidades como protagonistas de seus próprios processos emancipatórios, visando fortalecer processos de tomada de consciência quanto à reciclagem de resíduos sólidos e ao consumo de alimentos saudáveis. O projeto visa atingir cerca de 6 000 pessoas nos três territórios, sistematizando a experiência para posterior multiplicação.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/12/2018-30/11/2020
Foto de perfil

Ana Maria D´Ávila Lopes

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • a democracia no diálogo das fontes: análise da atuação da corte interamericana de direitos humanos
  • A recepção pelo Brasil da Convenção Americana sobre Direitos Humanos (CADH) e o reconhecimento da competência contenciosa da Corte Interamericana de Direitos Humanos (Corte IDH) vêm levantando questionamentos sobre os contornos e limites da harmonização entre as decisões dessa Corte e as do Poder Judiciário nacional. Trata-se de uma discussão que vem sendo desenvolvida no marco do fenômeno denominado transconstitucionalismo, que propugna um diálogo entre as cortes nacionais e internacionais. Uma das formas como esse diálogo vem se desenvolvendo é o denominado controle de convencionalidade, criado pela Corte IDH em 2006, a partir do qual se exige que juízes e outras autoridades dos países membros do Sistema Interamericano de Direitos Humanos (SIDH) deixem de aplicar norma nacional contrária à CADH e à interpretação que a Corte IDH faz dela. Trata-se, portanto, de uma problemática que não se limita à realidade brasileira, mas que atinge outros países membros do SIDH. Nesse contexto, o objetivo da presente pesquisa é discutir o respeito ao princípio democrático no marco do diálogo de fontes, especialmente em relação à atuação da Corte IDH, considerando que os efeitos das suas decisões vêm ultrapassando os países que são partes do processo concreto. Em razão da amplitude da temática, a pesquisa será desenvolvida em parceria com a Universidad de Buenos Aires (Argentina), a Pontificia Universidad Católica del Perú (Perú), a Universidad Austral de Chile (Chile) e a Universidade Federal do Pará (Brasil), que, junto com a Universidade de Fortaleza, fazem parte do Consórcio Latino-Americano de Pós-Graduação em Direitos Humanos, rede internacional de pesquisa criada em 2008. Com essa finalidade, além de analisar as condições democráticas que envolvem o processo de eleição dos juízes da Corte IDH, serão também analisados os argumentos por eles utilizados nos seus julgamentos, tendo em vista que a devida justificação das decisões é condição da sua legitimidade democrática. Para tal, recorrer-se-á à teoria argumentativa de MacCormick, com a finalidade de identificar os tipos de argumentos utilizados (linguísticos, sistémicos e teleológicos-deontológicos), assim como o atendimento aos critérios de universalidade, consistência e coerência. Buscar-se-á, portanto, diagnosticar o grau de legitimidade democrática da atuação da Corte IDH, para assim poder contribuir na formulação de mecanismos que permitam seu aprimoramento, de forma a evitar que o diálogo entre as instituições internas e internacionais seja desnaturalizado por posturas antidemocráticas.
  • Universidade de Fortaleza - CE - Brasil
  • 01/06/2017-30/11/2020
Foto de perfil

Ana Maria Esteves Bortolanza

Ciências Humanas

Educação
  • a formação da atitude autora e leitora no processo de apropriação da escrita na educação infantil
  • Partindo do contexto das demandas de pesquisas em educação infantil, com foco nos processos de ensino e aprendizagem, particularmente, nos estudos fundamentados na perspectiva teórico-metodológica da teoria histórico-cultural, esta pesquisa como projeto guarda-chuva objetiva analisar como crianças de 5 anos formam a atitude autora e leitora no processo de apropriação da cultura escrita, a partir de condições organizadas e atividades desenvolvidas para esse fim. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de caráter etnográfico, a ser realizada por meio de observações, entrevistas e experimentos pedagógicos. A pesquisa justifica-se em vista dos resultados das avaliações institucionais – PISA, IDEB, ANA – que revelam um quadro preocupante sobre as competências para ler e escrever textos, apontando a necessidade de investigações dessa temática. Será desenvolvida em uma escola da rede municipal de educação infantil de Uberaba, MG., reunindo as pesquisas em andamento de orientandos, do grupo de pesquisa Grupo de Pesquisa em Instrução e Desenvolvimento (GEPIDE) e da pesquisadora. O estudo será feito em três etapas ao longo de 36 meses. Na 1ª etapa serão realizadas observações e entrevistas coletivas para compreender como as crianças se relacionam com os escritos no ambiente escolar. Na 2ª etapa serão planejados e desenvolvidos quatro experimentos pedagógicos, com 4 atividades cada um, com 15 crianças. Os experimentos pedagógicos enfatizam a organização do ambiente escolar com elementos da escrita para a atividade do brincar; a roda inicial de conversas sobre o cotidiano para a elaboração de textos em que a pesquisadora é escriba; a elaboração de textos interpretativos das crianças sobre seus próprios desenhos que serão registrados pela pesquisadora a partir das falas; a criação de textos coletivos após a escuta de histórias de um acervo da literatura infantil que serão lidas pela pesquisadora. A pesquisa apoia-se principalmente nos fundamentos da teoria histórico-cultural, em Vygotsky, Luria, Leontiev e Freinet e em autores contemporâneos que discutem a temática. Pretende-se apresentar como resultados finais uma análise sobre a formação da atitude autora e leitora no processo de apropriação da escrita pelas criança e, como produto final um caderno impresso sobre os procedimentos teórico-metodológicos que podem contribuir para a melhoria da qualidade da educação infantil na rede municipal de educação de Uberaba.
  • Universidade do Sul de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/06/2017-31/07/2021
Foto de perfil

Ana Maria Fontenelle Catrib

Ciências Humanas

Educação
  • construção da universidade promotora de saúde: estudo comparativo entre brasil e portugal
  • A aquisição de estilos de vida saudáveis entre jovens é determinante para a garantia de uma vida adulta com saúde e o ambiente universitário é campo fértil para a realização de práticas educativas que promovam saúde. A promoção da saúde é uma estratégia de articulação transversal na qual se confere visibilidade aos fatores que colocam a saúde da população em risco e às diferenças entre necessidades, territórios e culturas. Discussões sobre educação e promoção da saúde no âmbitos nacional e internacional poderão e deverão evoluir em direção a operacionalização de programas que possibilitem uma melhor qualidade de vida dos estudantes. Este estudo tem o objetivo analisar as concepções de gestores, docentes e acadêmicos dos cursos de graduação da Universidade de Fortaleza-UNIFOR e da Universidade do Porto-UP, das áreas de Humanas e de Saúde, sobre ambientes universitários saudáveis e promotores de saúde. A proposta irá trabalhar com um desenho misto, que incorpora métodos e técnicas de coleta e análise dos dados quantitativos e qualitativos, para o conhecimento das experiências de promoção da saúde na universidade, com o intuito de auxiliar na construção de políticas públicas educacionais direcionadas à construção de ambientes saudáveis.
  • Universidade de Fortaleza - CE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Ana Maria Freitas Teixeira

Ciências Humanas

Educação
  • a entrada na vida universitária: processo de afiliação de estudantes de bacharelados interdisciplinares na universidade federal do recôncavo da bahia (ufrb)
  • Nos últimos anos o acesso ao ensino superior no Brasil passou por uma massificação e democratização significativa. Mas o número de fracassos, ou grandes dificuldades encontradas pelos estudantes durante seu primeiro ano de estudos universitários também atestam que a democratização do acesso ao saber está longe de terminar, e exige ferramentas pedagógicas mais eficientes. Outra mudança foi o processo de interiorização e alteração no perfil dos estudantes universitários indicando dificuldades na transição ensino médio-ensino superior. Fruto desse processo de interiorização a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi criada em 2005 num desenho multicampi. Desde então a UFRB ampliou seu raio de atuação com um total de 7 Centros de Ensino: Centro de Ciências Agrárias Ambientais e Biológicas (CCAAB), Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CETEC); Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL); Centro de Ciências da Saúde (CCS); Centro de Formação de Professores (CFP); Centro de Cultura Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT) e Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (CETENS), os dois últimos implantados entre 2013-2014. Recentemente, a UFRB vem implementando o sistemas de ciclos de formação com a criação de Bacharelados Interdisciplinares (BI’s): Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Exatas e Tecnológicas (BICET-CETEC), Bacharelado Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade (BIES-CETENS), Bacharelado Interdisciplinar em Saúde (BIS-CCS), Bacharelado Interdisciplinar em Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (BICULT-CECULT), todos eles implantados a partir da segunda metade dos anos 2000 sendo os mais recentes o BICULT e BIES que datam de 2013-2014. Articulado a essas iniciativas e sensível ao processo de transição entre ensino médio e ensino superior frente aos desafios do processo de afiliação dos novos estudantes, sem esquecer as altas taxas de evasão, a Instituição implantou, em 2014, o Núcleo de Estudos Interdisciplinares e Formação Geral (NUVEM) que implementou uma série de dispositivos de ensino, pesquisa e extensão para fortalecer a formação geral dos estudantes dos BI’s, e a realização de pesquisa acadêmica focando o ensino superior e vida universitária. Dentro desse cenário o objetivo central da pesquisa está em identificar e analisar os processos de afiliação universitária dos estudantes que ingressam na UFRB em especial nos Bacharelados Interdisciplinares instalados em 3 dos campi da Instituição: CECULT, CETENS e CCS junto aos quais o NUVEM vem desenvolvendo suas ações. Trata-se de elaborar uma análise transversal que coloca em evidencia processos de afiliação a condição de estudante em 3 BI’s que transitam em áreas de conhecimento distintas: Humanidades, Tecnologias e Saúde. Associado a esse objetivo está, igualmente, a intenção de fortalecer as atividades de pesquisa do Núcleo produzindo um conjunto de dados capazes de contribuir na implementação de estratégias de constituição de uma pedagogia de afiliação universitária mediante o estabelecimento de parâmetros concretos de avaliação das ações implementadas. A definição do foco da pesquisa em torno dos três Bacharelados Interdisciplinares (BI’s) desses três campi se justifica por diferentes aspectos, quais sejam: a) tratam-se de experiências de formação em ciclo recentes e mesmo muito recentes na UFRB, b) estão instalados nos Centros de Ensino em que o NUVEM desenvolve suas ações de formação geral no intuito de favorecer a afiliação universitária dos estudantes que ingressam nesses cursos, c) dois desses BI’s (Cultura e Energia) funcionam em Centros recém implantados numa dupla novidade para as localidades em que se encontram, c) entre esses BI’s estão aqueles em que se verificou a maior e a menor nota de corte pelo sistema de ingresso Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)/Sistema de Seleção Unificada (SISU) para os últimos anos: Bacharelado Interdisciplinar em Saúde (BIS) com nota de corte em torno de 700 pontos e Bacharelado Interdisciplinar em Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (BICULT) em torno de 500 pontos, indicando uma significativa disparidade no desempenho desses estudantes no ENEM fator que pode sugerir obstáculos importantes à afiliação dos estudantes BICULT, d) o Bacharelado Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade (BIES) vinculado ao CETENS figura, tanto para 2014.1 como 2014.2, como um dos cursos de maior concorrência com respectivamente 47 e 44 inscritos para uma vaga. Além disso o CETENS é o Centro de Ensino em que se registra a maior proporção de estudantes que ingressam pelo sistema de cotas: 71% para 2014.1 e 63% para 2014.2. Campo de pesquisa: três Centros de Ensino e seus BI’s, sendo os estudantes os sujeitos centrais. A metodologia: base nas ciências humanas e sociais em aproximação com etnometodologia, suporte para análise dos métodos que os atores sociais usam para agir e interpretar ações cotidianas. Instrumentos: diários de afiliação, entrevistas, oficinas, questionários.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Ana Maria Gonçalves Duarte

Engenharias

Engenharia Civil
  • misturas asfálticas produzidas com ligante modificado por lignossulfonatos
  • A pavimentação asfáltica brasileira, assim como de outros países, necessita constantemente de avaliação e renovação devido à deterioração dos pavimentos, notadamente dos pavimentos asfálticos. As patologias existentes são originárias do mau uso da via devido a grandes solicitações para as quais o pavimento não foi projetado, de deficiências na execução do processo construtivo, do emprego de materiais com propriedades insuficientes para atender à necessidade, e ainda das condições climáticas atuantes, entre outras causas. O revestimento do pavimento, camada que é responsável pela transferência de cargas de roda para camadas inferiores (base, sub-base e subleito), é uma parte crítica da estrutura das rodovias por receber as solicitações do tráfego e está submetida diretamente aos fatores ambientais. Assim, a modificação de ligantes asfálticos visa melhorar o comportamento mecânico e em consequência, o desempenho funcional dos pavimentos, superando algumas desvantagens do ligante puro. Dessa forma, aliado à busca por modificadores de ligantes asfálticos surge em paralelo o conceito de sustentabilidade e isso vem abrindo espaço para tecnologias com a utilização de modificadores naturais e reaproveitados de processos industriais. A lignina é uma macromolécula heterogênea, tridimensional, com alto teor de carbono, presente em quase todos os vegetais, e, é um subproduto da indústria de papel e celulose, sendo obtida em maior escala com geração de milhões de toneladas a cada ano, podendo ser utilizada como modificador de ligantes asfálticos. Este projeto objetiva estudar as propriedades físicas, químicas e reológicas de ligantes asfálticos e o desempenho de misturas asfálticas produzidas com o ligante modificado por adição de lignosulfonato (lignina) proveniente de três espécies vegetais nos teores de 3%, 6% e 9%. Para atingir o objetivo proposto serão realizados ensaios de caracterização física, dentre eles, ponto de amolecimento, penetração, viscosidade; caracterização química podendo destacar o FTIR e a cromatografia em coluna; cracaterização reológica com os ensaios de MSC, Pg, Pg contínuo e o Las e ensaios de caracterização mecânica da mistura asfáltica, a saber: Resitência à Tração, Módulo de Resiliência, Lottman Modificado. Estes ensaios serão realizados na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), na Associação Técnico Cientifica Ernesto Luis de Oliveira Júnior (ATECEL) bem como em outras universidades parceiras. Os resultados obtidos provavelmente terão destaque no âmbito nacional e internacional, à vista da relativa escassez de grupos de pesquisa que atuam nas áreas de abrangência do projeto proposto. Os resultados permitirão publicações em periódicos indexados e congressos. Além disso, o projeto contribuirá para formação de recursos humanos nesta área específica, uma vez que envolve alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Engenharia Civil da UFCG.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Maria Gondim Valença

Ciências da Saúde

Odontologia
  • polimorfismos genéticos estão associados à ocorrência de mucosite oral grave decorrente do tratamento quimioterápico em crianças e adolescentes com leucemia linfoblástica aguda?
  • A mucosite oral severa (MOG) se constitui em uma condição que, frequentemente, acomete crianças e adolescentes em tratamento quimioterápico, existindo diferentes fatores de risco para sua ocorrência. A presente proposta tem por objetivo testar a hipótese de que polimorfismos genéticos estão associados à ocorrência de MOG em pacientes pediátricos (0 a 19 anos) com LLA, submetidos à quimioterapia que inclua o metotrexato. O cenário do estudo será um hospital de referência para diagnóstico e tratamento do câncer no estado da Paraíba, situado na cidade de João Pessoa. Serão coletadas informações relativas à: a) dados sociodemográficos: sexo, idade, cor de pele, cidade de residência, tipo de doença de base (LLA ou não), grupo sanguíneo, fator Rh (coletadas quando do diagnóstico); tempo desde a última vez que tomou a quimioterapia, classe do quimioterápico, frequência de doses do quimioterápico, número de leucócitos e de plaquetas, nível sanguíneo de creatinina (coletadas a cada um dos 10 períodos de avaliação); b) condição de saúde bucal (cárie dentária, doença periodontal e mucosa oral – esta última mensurada pelo Oral Assessment Guide (OAG) modificado; c) fluxo salivar; d) composição microbiológica da saliva/biofilme (bactérias totais, estreptococos do grupo mutans, Streptococcus mutans e Candida spp.; e) citocinas da saliva (IL-2, IL-4, IL-6, IL-10, TNF- e IFN-γ); f) polimorfismos genéticos - ABCC2 (-24C>T, rs717620), ABCG2 (Val12Met, rs2231137), ABCG2 (Gln141Lys, rs2231142), ABCC4 (Lys304Asn, rs2274407) e MTHFR (Ala222Val, rs1801133). Mediante regressão logística binária múltipla, será testada a associação das diferentes variáveis independentes com o desfecho “ocorrência de mucosite oral grave”, pelo método de backward, no software R (3.1.3), adotando-se um nível de significância de 5%. Serão construídos modelos preditivos para a ocorrência de mucosite oral grave a partir de variáveis explicativas em análise.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020