Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ana Clara da Fonseca Leitão Duran

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • selos de sustentabilidade ambiental em rótulos de alimentos e bebidas embalados comercializados no brasil
  • As mudanças climáticas impõem limites ao desenvolvimento sustentável. A relação entre os padrões alimentares e o meio ambiente tem sido explorada em modelos de sistemas alimentares mais sustentáveis. A produção e distribuição de alimentos geram impactos ambientais, os quais podem ser reduzidos através da adoção de práticas ambientalmente favoráveis. Informações socioambientais têm sido consideradas por consumidores nas escolhas alimentares, e os selos ambientais nos rótulos podem alterar a intenção de compra de alimentos. Os objetivos são: Verificar a tendência dos selos de certificação ambiental em alimentos e bebidas comercializados no Brasil entre 2017 e 2021; Verificar as mudanças na qualidade nutricional dos alimentos e bebidas com selos de certificação ambiental comercializados no Brasil entre 2017 e 2021; Verificar se os selos de certificação ambiental são utilizados conjuntamente com outras alegações de apelo ambiental na frente das embalagens como estratégias mercadológicas para atrair o consumidor. Utilizaremos um banco de dados de rótulos com imagens de 39.545 alimentos da empresa MINTEL - Global New Product Database. Uma subamostra com cerca de 30% dos alimentos será calculada considerando os mais consumidos no Brasil segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares de 2017/18 do IBGE e as marcas mais vendidas no Brasil segundo a Euromonitor International para 2020. Nesta amostra, identifcaremos os selos de certificação ambiental; classificaremos todos os alimentos e bebidas segundo nível de processamento utilizando a classificação NOVA; e por fim, avaliaremos a presença de alegações com apelo ambiental na frente das embalagens. Utilizaremos estatísticas descritivas e modelos de regressão ajustados por ano, grupos de alimentos e marcas para verificar se há diferenças na proporção de alimentos com certificação ambiental ao longo dos últimos 5 anos e se as tendências temporais variam por grupo de alimento, marca e segundo nível de processamento.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Clarissa dos Santos Pires

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • nanoestruturas supramoleculares para veiculação, estabilização e otimização das propriedades funcionais de compostos bioativos em matriz alimentícia sustentável como adjuvante para o tratamento do diabetes
  • O Diabetes Melitos tipo2 (DM2) é o mais comum (9,3% dos adultos brasileiros) e apresenta características clínicas associadas à resistência à insulina, como acantose nigricans e hipertrigliceridemia. Existe uma demanda por alimentos funcionais capazes de promover a saúde e o bem-estar de diabéticos, aumentando sua expectativa e qualidade de vida. Uma estratégia para a formulação destes superalimentos é a adição de compostos bioativos (CBs) (polifenóis e carotenoides) com propriedades antidiabéticas. Devido às baixas solubilidade e estabilidades térmica e fotoquímica em meio aquoso, a veiculação desses CBs em alimentos só é possível via complexação com proteínas (PRs). Além disso, é crescente a demanda pela substituição de PRs de origem animal pelas de origem vegetal (PRVs), entretanto pouco se sabe sobre o papel dessas PRVs como complexantes para CBs. Assim, para otimizar a síntese destes complexos PR-CB, é necessária a determinação da cinética (CIN) e da termodinâmica (TER) da formação desses complexos supramoleculares. Para isso, utilizaremos espectroscopia de fluorescência, ressonância plasmônica de superfície, nanocalorimetrias (de titulação isotérmica e diferencial de varredura), ressonância magnética nuclear e modelagem e dinâmica molecular. Os dois complexos com as melhores propriedades CIN e TER serão adicionados a uma bebida fermentada probiótica à base de leitelho (sustentável e rico em fosfolipídeos), determinando-se sua composição centesimal e estabilidade microbiológica e físico-química. A caracterização sensorial e aceitabilidade será realizada por consumidores potenciais (diabéticos) e habituais de produtos fermentados. O efeito benéfico para o controle da diabetes do produto gerado será testado em um modelo murino com diabetes induzida. O C57BL / 6 será o animal eleito, sendo vantajoso devido ao seu curto período de gestação e longa vida útil, facilidade de disponibilidade, imitando assim o comportamento humano resultando em um fenótipo de diabetes.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Claudia dos Santos da Silva

Ciências Sociais Aplicadas

Museologia
  • o museu paraense emilio goeldi: a transversalidade da ciência para a preservação e sustentabilidade na amazônia paraense
  • O Museu Paraense Emílio Goeldi, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações do Brasil, é a instituição, do seu gênero, mais antiga do norte do país, completando 155 anos em outubro de 2021, é a segunda mais antiga do Brasil. Este Museu é pioneiro em diversas áreas e tem ao longo dos anos se destacado no campo das Ciências Humanas e das Ciências Naturais. Sua missão é de realizar pesquisas, promover a inovação científica, formar recursos humanos, conservar acervos e comunicar conhecimentos nas áreas de ciências naturais e humanas relacionadas à Amazônia. Na atualidade desenvolve quase 200 projetos de pesquisa e é referência também na formação de capital humano especializado através de seus programas de pós-graduação com mais de três décadas de atuação na região. Suas pesquisas geram conhecimentos sobre padrões históricos, socioambientais, ecológicos e evolutivos que condicionaram a Amazônia de hoje, e que determinam sua dinâmica atual. Os estudos subsidiam o estabelecimento de políticas adequadas à proteção do patrimônio natural e sociocultural amazônico e à promoção do desenvolvimento sustentável. Objetivo desta proposta é apresentar atividades educativas de divulgação da Ciência produzida no Museu Paraense Emílio Goeldi, na Semana Nacional de Ciência & Tecnologia e Inovação de 2021, que em decorrência do atual cenário, frente a pandemia, serão em sua maioria em formato online. Terão como objeto a comunicação da ciência, por meio de ações educativas, oficinas especializadas, lives, passeios virtuais e disponibilização de materiais didáticos em formato digital.
  • Museu Paraense Emílio Goeldi - PA - Brasil
  • 13/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Ana Claudia Ramos Sacramento

Ciências Humanas

Geografia
  • propostas e materiais didáticos para professores de geografia no estado do rio de janeiro
  • Os professores buscam refletir e racionalizar sua prática, bem como pensar diferentes maneiras de mediar um determinado conhecimento a fim de promover a análise de conceitos que desenvolvam raciocínio, consciência e organização espacial nos alunos, analisando a importância da Geografia para compreensão da consciência espacial. Assim sendo, a construção de propostas e materiais didáticos são elementos pedagógicos para a produção do trabalho docente, pois a mediação do conhecimento ocorre de maneira mais ativa. Com as novas demandas advindas da Base Nacional Comum Curricular há a necessidade de pensar diferentes dinâmicas para planejamento, organização e elaboração das aulas para colaboração do processo de ensino e de aprendizagem mais significativos. Desta maneira, o objetivo deste projeto é construir propostas e materiais didáticos para os professores de Geografia das redes estaduais, municipais e privadas de Angra dos Reis, Campos de Goitacazes, Niterói, São Gonçalo, Seropédica e Silva Jardim do estado do Rio de Janeiro. A metodologia da pesquisa-ação possibilita desenvolver uma ação efetiva entre o pesquisador/sujeito-objeto de estudo, não sendo uma pesquisa precisa, pois permitem aos envolvidos dizerem e fazerem sobre algo. Para tanto, o estudo pretende trabalhar a partir de duas escolas de cada município a fim de mobilizar estratégias de aprendizagem para pensar geograficamente os diferentes fenômenos geográficos espacializados Os instrumentos serão: aplicação e análise de questionários para os professores, a construção propostas e materiais didáticos como aplicativos digitais, materiais multimídias, guias e revistas didáticos, boletins informativos, jogos, miniestações climatológicas, modelagens e outros. Nos resultados esperados os produtos podem colaborar para que as redes de ensino desenvolvam com os professores as práticas pedagógicas necessárias para uma educação qualitativa e que promova a construção dos conhecimentos geográficos com os estudantes.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Claudia Souza Vazquez

Ciências Humanas

Psicologia
  • adaptação de escalas sobre demandas e recursos de trabalho e relações com construtos da psicologia positiva.
  • Objetiva-se desenvolver instrumentos para compreender aspectos específicos ao Brasil sobre engajamento e trabalho saudável, no modelo Job-Demand Resources (JDR), conforme estudos internacionais recentes. Serão realizados 2 estudos quantitativos sobre relações de 4 vínculos laborais (burnout, engajamento, monotonia e adição laboral) e as necessidades psicológicas básicas no trabalho (autonomia, competência e relacionamento) com 10 construtos positivos (satisfação de vida, afetos positivos e negativos, gratidão, esperança disposicional, autoestima, otimismo, autoeficácia, autoeficácia criativa, trabalho significativo e coragem). O Estudo 1 visa adaptar, validar e normatizar 3 escalas e 1 questionário da teoria JDR para o Brasil. Serão feitas análises por juízes e em grupos focais para a validação de conteúdo de cada escala, e estudo piloto, com 100 participantes. A coleta online prevê 1470 respondentes para estudos estatísticos de confiabilidade, fidedignidade e validade dos instrumentos, e a produção de normas brasileiras. O Estudo 2 visa investigar a relação entre os 4 vínculos laborais, a satisfação de necessidades psicológicas básicas no trabalho e 10 variáveis positivas. Na coleta online todos os participantes responderão as escalas de satisfação de necessidades básicas, engajamento no trabalho, Burnout, adição e monotonia laboral. As outras serão distribuídas: os primeiros 100-120 responderão a escala 1, os seguintes 100-120 à escala 2, e assim por diante. Teremos de 1000 a 1200 participantes com escores nos 4 vínculos laborais e necessidades psicológicas básicas no trabalho. E pelo menos 100 a 120 participantes com escores nas 10 escalas das variáveis positivas. Há carência de instrumentos psicométricos brasileiros que permitam a comparação com estudos internacionais, estima-se que este projeto traga avanços na compreensão aprofundada dessas relações. Esta pesquisa é continuidade do estudo financiado no Universal/2016/CNPq, faixa A, com relatório final aprovado
  • Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025