Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alexandra Acco

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • polissacarídeos do pimentão (capsicum annuum): abordagem quimiopreventiva e terapia adjuvante em células de tumor mamário
  • As neoplasias são um dos problemas mais complexos para a medicina, tanto humana quanto veterinária, dada a sua diversidade e magnitude epidemiológica e econômica. Dentre os tumores, os mamários são altamente prevalentes. Mais de 1,3 milhões de mulheres são diagnosticadas com câncer de mama a cada ano no mundo, sendo este também o tumor mais diagnosticado em cadelas, dos quais 50% são malignos. A quimioterapia é um importante componente da terapia anticâncer em humanos e em animais, mas está relacionada a muitos efeitos adversos. Assim, a quimioprevenção, definida como o uso de agentes naturais ou sintéticos para prevenir processos de carcinogênese, ganha destaque, especialmente quando proveniente de compostos bioativos. Neste contexto, o objetivo do presente trabalho é avaliar a atividade quimiopreventiva e o efeito adjuvante terapêutico de polissacarídeos extraídos do pimentão (Capsicum annuum, CAP). Em estudo prévio demonstramos que estas pectinas têm expressiva atividade antitumoral in vivo e in vitro contra células de tumores mamários, mas não há estudos de seus efeitos em quimioprevenção e em combinação com quimioterápicos já estabelecidos. Estes aspectos serão abordados nesta proposta, além da investigação das vias de transdução atreladas a estes efeitos nas células tumorais de Ehrlich em camundongos e tumorais humanas MCF-7, MDA-MB-231 e MDA-MB-436, todas de origem mamária. Serão avaliados neste estudo pré-clínico com CAP o desenvolvimento tumoral, vias de carcinogênese (estresse oxidativo, inflamação, morte celular e angiogênese), metabolômica e biomarcadores de toxicidade sistêmica. A análise metabolômica será feita em parceria com a Northumbria University, da Inglaterra. Através deste projeto, espera-se elucidar in vivo e in vitro os efeitos quimiopreventivos e adjuvantes à quimioterapia das pectinas do CAP, e assim propor uma alternativa terapêutica para tumores sólidos, especialmente mamários, em medicina veterinária e medicina humana. Esta abordagem, integrando ambas as medicinas, vai de encontro ao conceito “one health”, na qual uma espécie se beneficia dos conhecimentos gerados em outra espécie. Adicionalmente, a formação de recursos humanos em Farmacologia e Oncologia pré-clínica é uma meta implícita nesta proposta, pois em todas as etapas do projeto haverá a participação de alunos de pós-graduação e iniciação científica.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alexandra Augusta Margarida Maria Roma Sanchez

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • alta mortalidade e causas de óbito nas prisões: o caso do estado do rio de janeiro
  • As 750.000 Pessoas Privadas de liberdade no Brasil (PPL), oriundas das camadas mais desfavorecidas da população, estão encarceradas em condições de altamente precárias, em celas superlotadas e insalubres. Esta situação é agravada pela degradação, nas últimas décadas, do sistema de saúde prisional e pelas dificuldades de acesso aos serviços extramuros, mesmo para casos de maior complexidade e emergências. Consequentemente, os recursos disponíveis não fazem face à morbidade, especialmente por doenças infecciosas, que é muito alta entre as PPL, como demonstrado em vários estudos publicados sobre o tema. Entretanto, a mortalidade nessa população é conhecida somente de forma parcial, através de dados agrupados informados pelos estados ao Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça, ou compilados por ONGs. O estudo piloto que realizamos nas prisões do Estado do Rio de Janeiro (RJ), onde a pesquisa que propomos será realizada, mostra taxa de mortalidade muito expressiva (50/100.000 PPL) para uma população jovem, 4 vezes superior à taxa de mortalidade média dos sistemas penitenciários dos outros estados do Brasil (13.6/10.000 PPL) e as causas dos óbitos, desconhecidas. Revelou ainda a grande fragilidade das informações disponíveis decorrente da inexistência, de registros adequados ao nível da administração penitenciária e da impossibilidade de se identificar a origem prisional de um caso de óbito a partir do Sistema de Informação de Mortalidade. Considerando a importância fundamental da mortalidade como indicador do estado de saúde e da assistência prestada às PPL e a inexistência de dados confiáveis, propomos: 1) avaliar as taxas de mortalidade geral e específicas por causas de óbitos nas PPL; 2) comparar essas taxas com as observadas na população geral do estado do RJ e; 3) descrever o fluxo da informação entre as diversas instituições envolvidas para identificar problemas nesse processo, visando corrigi-los e contribuir para o desenvolvimento de um sistema de vigilância eficaz. Trata-se de estudo retrospectivo de coorte não controlada para dimensionar a mortalidade geral e a mortalidade específica por grandes grupos de causas, após procedimentos de linkage de bancos de dados da administração penitenciária (SEAP) com o banco de mortalidade do estado (SIM/SES), complementados por fontes adicionais de informação. A população de estudo inclui todos os indivíduos encarcerados entre janeiro de 2016 e dezembro de 2017 nas unidades prisionais para adultos do Estado do Rio de Janeiro. Estima-se a ocorrência de cerca de 500 óbitos no período de estudo. As causas dos óbitos serão obtidas a partir do SIM e, para os casos em que a causa não estiver definida, será consultada a declaração de óbito e o laudo da necropsia, que deve ser sistemática para todos óbitos de PPL. Caso a causa do óbito permaneça indefinida, dados complementares serão buscados em prontuários de saúde da SEAP-RJ ou da unidade de saúde onde ocorreu o óbito. A descrição do fluxo da informação dos casos de óbitos entre as diversas instituições envolvidas e seu registro se dará a partir de levantamento documental e observação do campo, que permitirá identificar, para corrigir, as falhas deste sistema responsáveis pelas imprecisões relacionadas ao número de óbitos e suas causas. Os resultados desta primeira investigação em profundidade sobre os óbitos nas prisões, cujos resultados serão compartilhados com a administração penitenciária, órgãos da justiça e da saúde do estado do Rio de Janeiro, além de autoridades do nível federal DEPEM/MJ e MS), contribuirão, através do conhecimento da frequência, causas e local de ocorrência dos óbitos, para a reorganização dos serviços de saúde prisional e sua articulação com serviços de saúde extramuros, a fim de permitir a efetiva inclusão das PPL no SUS e reduzir a mortalidade nesta população.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alexandra Garcia Ferreira Lima

Ciências Humanas

Educação
  • diálogos escolas-universidade: processos de formação docente e produção dos currículos nos cotidianos
  • O Projeto de pesquisa se desenvolve na área de currículo, cotidiano e formação de professores. Entende o cotidiano e as experiências vividas como centrais para o estudo dos processos e múltiplos contextos com os quais nos tornamos professores. Tem por objetivos investigar processos formativos e experiências em formação docente que articulem escolas e universidade e apontem caminhos para desconstruir representações demeritórias sobre escola e docência. Pretende-se levantar e estudar experiências com processos formativos buscando propostas que operem princípios de horizontalidade, dialogicidade e de produção mais coletiva e solidária dos saberes docentes. Visa produzir conhecimentos que contribuam para a formação de professores para a justiça social, produzindo caminhos teórico-metodológicos com os currículos diante das imprevisibilidades, heterogeneidades e complexidades dos cotidianos escolares. Quanto à metodologia, a pesquisa recorre às Pesquisas com os cotidianos e à autobiográfica. Dentre os métodos priorizados para o desenvolvimento da pesquisa, adotamos estratégias de estudo e intervenção que incluem rodas de conversa e produção de narrativas (escritas, fílmicas e orais) que trazem à tona as redes de produção de saberes entre os professores. Entende os currículos como espaçostempos potenciais para reabilitar os sentimentos e as paixões enquanto forças mobilizadoras da transformação social (SANTOS, 1995). Corrobora a compreensão do caráter coletivo dos processos de formação e as singularidades (NEGRI, 2003) na docência. Consideramos que os debates apresentados a partir da pesquisa podem contribuir para pensar os processos desenvolvidos nos currículos e em ações formativas com as escolas ampliando as reflexões sobre os diálogos escolas-universidade e as escolas, nossas compreensões sobre os currículos e a formação docente.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alexandra Ioppi Zugno

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • efeitos nos parâmetros comportamentais e bioquímicos da ativação imune materna durante a gestação de ratas wistar e sua relação com o desenvolvimento da esquizofrenia na prole adulta
  • A presença de infecção durante a gravidez pode aumentar consideravelmente a incidência de transtornos neurodesenvolvimentais nos filhos, em especial esquizofrenia e autismo. Desde 2005 a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que mulheres grávidas sejam vacinadas contra a influenza. No entanto, a utilização desta vacina durante a gravidez permanece limitada, devido às preocupações com o seu efeito potencial sobre o desenvolvimento do feto e os possíveis efeitos teratogênicos, uma vez que a gravidez é um critério de exclusão para a participação em ensaios clínicos com vacinas. Diante disso, o presente estudo tem como objetivo avaliar os parâmetros comportamentais e neuroquímicos na prole adulta de ratas Wistar submetidas à vacinação contra a influenza A e comparar esses parâmetros na prole de ratas induzidas a uma infecção com PolyI: C (análogo sintético viral) durante a gestação. Ratas Wistar gestantes, serão divididas em três grupos: 1) grupo controle que receberá salina; 2) grupo administrado com a vacina contra a influenza A; 3) grupo PolyI: C, submetido a uma única injeção de PolyI: C; todas administradas no 9º dia de gestação. Após o desmame, os filhotes serão agrupados conforme o tratamento materno e, ao completar 60 dias, as proles serão submetidas aos testes comportamentais: discriminação olfatória, Labirinto em cruz elevada, atividade locomotora e splash teste. Após estes testes, os animais serão decapitados e suas estruturas cerebrais (córtex frontal, hipocampo, estriado e bulbo olfatório - BO) retiradas para análises bioquímicas dos níveis de neurotrofinas (NTs): fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) e fator de crescimento neuronal (NGF) bem como de citocinas IL-1beta;, IL-4, IL-6, IFN-gama;, TNF-alfa; e TGF-beta;.
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alexandra Martins dos Santos Soares

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • atividade anti-helmíntica de proteínas de plantas e peptídeos naturais e sintéticos
  • Haemonchus contortus é causador de extensas perdas econômicas em pequenos ruminantes em todo o mundo. O controle de H. contortus é feito com o uso de anti-helmínticos, mas devido à resistência generalizada aos medicamentos comumente usados, torna-se necessário o desenvolvimento de novas estratégias para o seu controle. O estudo da ação de proteínas vegetais sobre diversos tipos de patógenos, incluindo fitonematoides, já é bem documentada, sendo pouco evidenciada em estudos de bioatividade contra nematoides parasitos gastrointestinais. Assim, o objetivo deste projeto é avaliar o potencial anti-helmíntico de extratos, exsudatos e frações proteicas das sementes de plantas leguminosas: Glycine max, Tamarindus indica, Mimosa caesalpiniaefolia, Leucaena leucocephala, Acacia mangium e Stylosanthes capitata, assim como de peptídeos sintéticos bioinspirados. Serão estabelecidas diferentes condições experimentais para obtenção de proteínas das sementes. Possíveis peptídeos anti-helmínticos serão sintetizados e caracterizados. A atividade anti-helmíntica das amostras será avaliada sobre H. contortus e usando o modelo experimental Caenorhabditis elegans, cepa sensível e resistente. Amostras com maior bioatividade sobre H. contortus e/ou C. elegans passarão por ensaios adicionais de caracterização: estabilidade térmica, resistência à hidrólise enzimática, atividade hemolítica, identificação de proteínas e metabólitos secundários, determinação da atividade protease, inibitória de protease, hemaglutinante, quitinásica e inibitória de acetilcolinesterase, capacidade de ligação à quitina, citotoxicidade, avaliação da ação por microscopia eletrônica de varredura. Espera-se purificar uma proteína/peptídeo vegetal bioativo, além de sintetizar peptídeos com potencial para geração de um produto nematicida.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alexandra Valeria Maria Brentani

Ciências da Saúde

Medicina
  • usando um banco de dados de múltiplos poluentes ambientais para estabelecer limites críticos de exposição à poluição do ar na saúde materno-infantil no brasil
  • Por meio do nosso projeto anterior, estabelecemos uma parceria com a Coordenação Geral de Vigilância em Saúde Ambiental – CGVAM, do Ministério da Saúde, que, em conjunto com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE desenvolveu nos últimos anos, um dos bancos de dados nacionais mais completos sobre poluição ambiental. O banco inclui medidas diárias de concentração de PM2.5, CO, O3, NO2 e SO2, além de direção do vento, umidade e temperatura para cada um dos municípios brasileiros no período de 2000-2019. Com 20 anos de dados de 5570 municípios, o banco contém 158 milhões de observações, que podem ser usadas para identificar, de maneira precisa, a relação entre poluentes ambientais e saúde materno-infantil. Para estabelecer tais associações, pretendemos cruzar o banco de exposição aos poluentes ambientais com três bancos de dados que contém informações de saúde materno-infantil: O Sistema nacional de informações sobre hospitalizações (SIHSUS), que contém o registro de todas as hospitalizações financiadas pelo SUS - alta de internação hospitalar - (AIH); O sistema nacional de informações de nascidos vivos - (SINASC), que contém cerca de 3 milhões de nascimentos por ano; e o Sistema de Informações de mortalidade (SIM),que contém todos os registros de óbitos ocorridos no país, incluindo informações sobre a data do óbito, idade do paciente e causa da morte, computados mensalmente. Nosso trabalho será dividido em 3 etapas. Na primeira etapa usaremos identificadores espaciais e administrativos para fazer o linkage de todos os bancos. Na segunda etapa, exploraremos uma serie de modelos de regressões lineares e não lineares para estimar a relação entre exposição única e múltipla dos agentes poluidores e i) efeitos adversos de nascimento; ii) mortalidade infantil; iii) mortalidade materna e do adulto iv) taxas de hospitalizações. De forma similar ao nosso projeto anterior, nós pretendemos estimar limites críticos de exposição à poluição ambiental, através da construção de curvas de modelos exposição-resposta para os desfechos estudados. Para investigar o formato da relação exposição-resposta entre desfechos adversos de saúde e exposição à poluição ambiental, usaremos diversos modelos (modelo linear, polinomial, não linear e spline) e critérios de “goodness to fit” para testar os limites críticos de exposição. Na última etapa, focaremos as queimadas e incêndios florestais, uma das ameaças ambientais mais proeminentes nos tempos atuais, com consequências globais para a biodiversidade, além do comprometimento da qualidade do ar no Brasil, em particular. Nós identificaremos as grandes queimadas florestais no período de 2000-2019 e usaremos desenhos do tipo “caso-cruzado/case-crossover” para estimar o efeito causal destes incêndios na qualidade do ar local e nos desfechos de saúde materno-infantil. Nosso time contém experts em análise de dados e em saúde ambiental, da Universidade de São Paulo e Swiss Tropical and Public Health Institute (Universidade de Basel), com extensa experiência em análise de grandes bancos de dados de poluição do ar, bem como dos bancos populacionais de informações em saúde brasileiros. Os achados deste projeto serão disseminados para a comunidade científica por meio da submissão de artigos à periódicos indexados. Relatórios e workshops serão produzidos para o Ministério da Saúde, para o grupo de vigilância ambiental e outros formuladores de políticas públicas interessados no tema.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/12/2020-30/06/2022
Foto de perfil

Alexandre Alberto Chaves Cotta

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudos de filmes finos magnéticos recobertos por grafeno de interesse para a spintrônica
  • Este projeto visa o estudo das propriedades estruturais, magnéticas e eletrônicas de filmes finos magnéticos com alta anisotropia magnética perpendicular induzida por sua interface com grafeno. Estudaremos diferentes sistemas mono e policristalinos crescidos em diferentes substratos, como Cu e MgO. A síntese do grafeno se dará pelo método de CVD (Chemical Vapor Deposition). Já o crescimento dos filmes finos serão realizados via MBE e magnetron sputtering. A caracterização desses sistemas será realizada a partir de diversas técnicas, como XPS, espectroscopia Raman, MEV, LEED, XRD, ARPES, MOKE, microscopia Kerr, e VSM. Durante este projeto, pretendemos ainda construir e implementar as técnicas de MOKE e microscopia Kerr no departamento de física da UFLA.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alexandre André Feil

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • estruturação e análise de índice de sustentabilidade em (agro)indústrias de laticínios
  • Nas últimas quatro décadas a sociedade tem se conscientizado acerca da relevância e urgência de ações, com vistas à mitigação dos impactos sobre o meio ambiente. Estas mitigações podem ser realizadas por meio do estabelecimento de indicadores de sustentabilidade que auxiliam no processo de avaliação do nível de sustentabilidade. Neste sentido, este projeto de pesquisa objetiva selecionar um conjunto de indicadores e estruturar um índice do nível da sustentabilidade em (agro)indústrias de laticínios no Rio Grande do Sul, Brasil. Os objetivos específicos compreendem: a) Identificar por meio de revisão de literatura os indicadores utilizados na mensuração da sustentabilidade em (agro)indústrias; b) Selecionar os indicadores principais e complementares adequados à mensuração do nível de sustentabilidade em (agro)indústrias de laticínios; c) Estruturar um (sub)índice de sustentabilidade específico para as (agro)indústrias de laticínios abrangendo o processo de normalização, a ponderação e a agregação; d) Aplicar o (sub)índice de sustentabilidade nas (agro)indústrias de laticínios, e e) Sugerir melhorias no processo de gestão da sustentabilidade as (agro)indústrias de laticínios. A metodologia centra-se na pesquisa qualiquantitativa, exploratória-descritiva e estudo de caso múltiplo. As unidades de análise centra-se na abordagem de 35 (agro)indústrias de laticínios. O processo de identificação e seleção dos indicadores será operacionalizada por meio de uma pesquisa de literatura e a aplicação do método délphi em pesquisadores, respectivamente. A estruturação do (sub)índice de sustentabilidade inicia na seleção dos indicadores de sustentabilidade principais e complementares, e após a coleta dos dados ocorre o processo de normalização, ponderação e agregação. A coleta dos dados junto as (agro)indústrias ocorrerá mediante uma aplicação de questionário misto. Os resultados pretendidos podem ser descritos em três etapas, a saber, a geração de um quadro de indicadores principais e complementares específico às (agro)indústrias de laticínios; a mensuração do nível de sustentabilidade de forma consistente e robusta e que possa ser utilizado no processo integrado e holístico da gestão destas (agro)indústrias; e em terceiro, a proposta de melhorias que devem ser desenvolvidas nas (agro)industrias com base na mensuração do nível de sustentabilidade. Além disso, também serão produzidos artigos científicos, dissertações e trabalhos de conclusão para divulgação no meio acadêmico.
  • Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alexandre Anselmo Guilherme

Ciências Humanas

Educação
  • violência e preconceito: um panorama da populacao universitaria no sul e nordeste do brasil
  • A investigação sobre a violência nas escolas tem crescido de forma constante internacionalmente e tem mostrado altos níveis de violência, em vários níveis diferentes. Encontrar formas de responder a esta questão da violência nas escolas torna-se um imperativo para os educadores. Nesta pesquisa, faremos uma análise do perfil dos alunos universitários que praticam e/ou que sofrem com a violência em universidades das regiões Sul e Nordeste do Brasil. A proposta deste projeto se fundamenta em Galtung e Fanon, sendo usada diretamente na elaboração do questionário e na subsequente análise quantitativa dos dados dos alunos entrevistados. Nos envolvemos com esta temática defendendo o ponto de vista que, embora a violência possa ser endêmica nas escolas, a consciência de uma educação para a paz é imprescindível para Galtung. Finalmente, dirigimos nossa pesquisa no esforço de que possamos montar um argumento para o contexto da educação e apresentar algo concreto para elaborarmos propostas para a paz no ambiente escolar.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alexandre Barbosa Reis

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • avaliação da memória imunológica e células multifuncionais de coquetéis de peptídeos, preditos por imunoinformática, formulados com sistemas de adjuvantes para a leishmaniose visceral em camundongos balb/c
  • No contexto de desenvolvimento de vacinas, a vacinologia reversa ou imunoinformática, é uma abordagem que integra diferentes metodologias computacionais para a busca de alvos e desenho de vacinas. Assim, a imunoinformática vem se destacando ao permitir o uso de programas para a predição de epítopos imunogênicos in silico. Essa estratégia tem o potencial de buscar alvos para o desenvolvimento de vacinas em todo o proteoma predito de organismos patogênicos. Até a presente data, não existe uma vacina eficaz contra a leishmaniose visceral empregada em campanhas de vacinação. Diante desse cenário, em estudos recentes, nosso grupo de pesquisa propôs a utilização da imunoinformática para selecionar e construir vacinas de coquetel de peptídeos a serem testadas contra a leishmaniose visceral. Assim, apresentamos um sistema de predição de epítopos de células T e B, além de vias de sinalização de proteínas. Este sistema foi validado utilizando dados experimentais de proteínas imunogênicas já descritas na literatura, comprovando a existência de uma correlação e associação entre o número de epítopos preditos para células T/B e os resultados experimentais relatados. Em seguida, identificamos peptídeos de L. infantum que foram triados em cães naturalmente infectados por L. infantum. Estas triagens permitiram selecionar os peptídeos que obtiveram melhor performance após testes in vitro e in vivo nos cães. Foram propostas vacinas de coquetel de peptídeos avaliados em diferentes sistemas de adjuvante. Assim sendo, o objetivo deste projeto será avaliar a imunogenicidade, células T multifuncionais (produtoras de pelo menos 3 citocinas), a geração de memória imunológica e a eficácia de vacinas formuladas com antígenos selecionados pela imunoinformática em camundongos BALB/c desafiados com promastigotas de L. infantum. Para isso, será realizada a avaliação dos parâmetros imunológicos (células T multifuncionais e células T de memória central e efetora) e eficácia das vacinas. Os peptídeos serão combinados com os sistemas de adjuvantes: saponina e MPL-A (na proporção de 50% da dose total de cada um); saponina, MPL-A e Resiquimod (na proporção de 50% da dose total de cada um) e finalmente com o adjuvante Poly-ICLC. Assim sendo, este estudo permitirá elucidar mecanismos de indução de memória imunológica e células multifuncionais que se correlacionam com a proteção. Além disso, contribuir na área de desenvolvimento de vacinas efetivas contra a leishmaniose visceral humana e canina, doença negligenciada que vem se tornando um grave problema de saúde pública no Brasil e no Mundo.
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022