Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Evangelina Maria Brito de Faria

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • da fala para a escrita: reflexões da criança sobre sua produção textual em ambientes tecnológicos
  • Em um rápido olhar, é possível constatar a mudança promovida nas formas de comportamentos, de comunicação e de aprendizagem proporcionadas pelo surgimento das novas tecnologias digitais da informação e comunicação (TICs). Muitas crianças, desde cedo, já partilham de uma cultura, compreendida, neste texto, como costumes, modos de agir, valores compartilhados socialmente, que se estabelece também em torno do digital. Naturalmente, uma efetiva alfabetização não pode estar dissociada do contexto social em que as crianças estão inseridas. A perspectiva de alfabetização por imersão nas práticas de letramentos multifacetados inevitavelmente aponta para uma aproximação dos textos digitais. Mas como se dá o processo da construção textual na alfabetização? Ainda há espaço para novas pesquisas? Hoje já se sabe muito tanto sobre a aquisição de escrita: Vygotsky (2001, 1993), Soares (1998, 2004, 2016), Smolka (1993), Teberosky (2001), Leal et al (2014), Tomasello (2003), dentre outros, quanto da interferência recíproca existente entre a fala e a escrita: Goulart (2010), Marcuschi (2008), Fayol (2000, 2014), Smolka (1993), Kress (2003), Ribeiro (2016). Mesmo sabendo que essas modalidades se influenciam mutuamente, há poucas pesquisas voltadas para essa temática com crianças em fase inicial. Muito foi revelado sobre a aquisição por meio de Teberosky, que se deteve nas análises das reflexões da criança sobre sua escrita, seus rabiscos. Diante dessa constatação e tendo consciência da inserção da criança na cultura digital, essa pesquisa tem por objetivo analisar reflexões de crianças no segundo ano da alfabetização, sobre suas produções textuais em ambientes tecnológicos, para possibilitar uma melhor compreensão da reflexão da criança sobre os próprios textos, em ambientes tecnológicos. Teoricamente, buscaremos suporte, sobretudo, em Bakhtin (1929,1995), Soares (2006), Antunes (2009) e Rojo (2012, 2013), Schneuwly (2004)para concepção de língua e de letramento, e nas obras de Santaella (2003, 2004, 2007, 2013), Frade (2015), Moran (2013) e Ribeiro (2016) para o diálogo com as mídias digitais. Metodologicamente, selecionaremos 3 histórias da literatura infantil no youtube para que 12 crianças, do 2º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas assistam para reconto das histórias em tabletes. Após escuta e reflexão sobre seu texto oral, as crianças irão transpor para a escrita, no computador, com oportunidade de nova reflexão e refacção do texto escrito. O produto final será editado em vídeos para divulgação em sala de aula. Espera-se que as descobertas, sobre a reflexão da criança sobre todo o processo de construção e de retextualização de textos orais para os escritos, tragam contribuições para um trabalho efetivo e atual em salas de alfabetização.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Evanilde Benedito

Ciências Biológicas

Ecologia
  • alfabetização científica e os problemas ambientais locais: alunos pesquisadores na escola
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 12/08/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Eveline Bischoff

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • obtenção de grafeno por esfoliação em líquido e aplicação em nanocompósitos poliméricos
  • A produção de grandes quantidades de grafeno permite a sua aplicação na indústria de polímeros, para a obtenção de nanocompósitos. Esses materiais vêm sendo utilizados em soluções tecnológicas, com aplicação na eletrônica (por exemplo, baterias de melhor rendimento e células solares de maior eficiência), na defesa (barreiras a ondas eletromagnéticas e blindagem), nos produtos domésticos (eletrodomésticos com carcaças mais resistentes) e em automobilística (aplicação de materiais leves e mais resistentes), entre outros setores. O presente projeto de pesquisa pretende desenvolver nanocompósitos poliméricos utilizando grafenos produzidos por exfoliação em líquido, por técnicas que estão sendo estudadas em nosso grupo de pesquisa. Além disso, viemos realizando pesquisas na área de nanocompósitos com grande número de publicações em periódicos e congressos internacionais, com depósito de várias patentes. Os nanocompósitos de epóxi com grafeno já vêm demonstrando aplicabilidade em substituição aos nanocompósitos com nanotubos de carbono, devido a sua maior resistência mecânica. Da mesma forma, compósitos de epóxi e fibra de carbono, apesar da rápida aceitação em diversas indústrias, apresentam elevado custo relacionado. Sendo o método aqui proposto de menor custo, seu desenvolvimento pode levar a produção de veículos mais seguros, equipamentos de proteção individual mais leves e resistentes e blindagem balística mais acessível às forças de segurança. Outros efeitos já relatados pelo uso de grafeno como carga é o de retardar a propagação de chamas em peças e componentes, como inibidor de corrosão em aços, como escudos para interferência de ondas eletromagnéticas, como forma de elevar a condutividade térmica e a conditividade elétrica, proteção balística, como barreira à radiação ultravioleta e como aumento da resiliência. Entretanto, em todos esses estudos, a pequena quantidade de grafeno disponível e sua baixa qualidade limitaram as propriedades dos nanocompósitos obtidos. Desse modo, buscamos aliar as técnicas recentes que desenvolvemos para a produção de grafeno em líquido com a incorporação em resina epóxi para obter resultados superiores. Pretende-se produzir um nanocompósitos polimérico com ganhos em propriedades térmicas, mecânicas e elétricas, visando à aplicação em produtos tecnológicos diversos.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Eveline Teixeira Caixeta

Ciências Agrárias

Agronomia
  • abordagens ômicas integradas para obtenção de cultivares de café com resistência durável a ferrugem
  • A ferrugem do cafeeiro, causada por Hemileia vastatrix, é considerada a principal doença dessa cultura. O uso de variedades resistentes consiste na melhor alternativa para o seu controle por ser eficiente, econômico e sustentável. No entanto, a obtenção de cultivares com resistência durável tem sido um constante desafio para os melhoristas, devido a rápida suplantação da resistência. Dessa forma, estratégias de genômica estrutural e funcional serão utilizadas com os seguintes objetivos: (i) Identificar genes do fungo relacionados à infecção que poderão ser alvos para controle da doença. (ii) Identificar genes do cafeeiro com potencial para serem incorporados em variedades visando resistência durável a ferrugem. O genoma do fungo e da planta, além do transcriptoma da interação, serão analisados em conjunto para a identificação de genes candidatos envolvidos com a resistência. Ferramentas in silico serão usadas para predição de proteínas no genoma do café e do fungo, bem como a rede de interações entre elas. As interações obtidas serão validadas por co-imunoprecipitação e co-imunolocalização. Proteínas selecionadas como potencialmente associadas a resposta de defesa do cafeeiro serão validadas por ensaios de PCR em tempo real, expressão heteróloga e Western Blotting. Anticorpos policlonais contra as proteínas validadas serão produzidos, e as mesmas, testadas como biomarcadores em teste rápido de Elisa. A identificação e caracterização de proteínas biomarcadoras de resistência poderá auxiliar na triagem rápida de cultivares resistentes para os programas de melhoramento, além de fornecer subsídios para o desenvolvimento de cultivares com resistência durável.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Evelise Maria Nazari

Ciências Biológicas

Morfologia
  • respostas celulares induzidas pela exposição à radiação ultravioleta-b em embriões de macrobrachium olfersii : novos biomarcadores de contaminação aquática
  • A presente proposta contempla a problemática sobre a crescente incidência da radiação ultravioleta B (UVB; 320 - 290 nm) na superfície terrestre, em decorrência das alterações na camada de ozônio. Nas últimas três décadas, muitos estudos têm sido realizados para investigar os efeitos da radiação UVB, principalmente nos olhos e na pele humana. Tais estudos têm demonstrado que, dependendo da dose recebida, a radiação UVB causa efeitos adversos, como queimaduras, envelhecimento precoce da pele, câncer de pele e catarata. Além de comprometer a saúde humana e os organismos terrestres, a radiação também tem energia para penetrar nos ambientes aquáticos, a profundidades que variam de 20 a 50 m, conforme a transparência da água. Assim, os organismos aquáticos também são alvo da radiação UVB. Os trabalhos que investigam os efeitos da radiação UVB enfocam principalmente os efeitos sobre os organismos adultos, sendo escassas as informações a respeito da ação desta radiação sobre os embriões. No entanto, é sabido que embriões e as larvas apresentam maior suscetibilidade à ação de agentes externos nocivos, quando comparados aos adultos. Embora este seja um conhecimento consolidado, há uma disponibilidade muito menor de trabalhos sobre os efeitos da radiação UV em embriões de diferentes espécies, principalmente de espécies aquáticas. Considerando esse breve panorama, o presente projeto propõe avaliar as respostas celulares decorrentes da exposição à radiação UVB, utilizando embriões do camarão de água doce Macrobrachium olfersii como modelo experimental. Esses organismos habitam ambientes de águas claras e rasas, onde a radiação UVB penetra com facilidade e com a mesma energia que chega à superfície terrestre. A escolha desses embriões como modelo de estudo é justificada pela importância dos camarões de água doce para a manutenção da dinâmica dos ambientes onde vivem, pois são detritívoros e participam da cadeia alimentar, atuando na ciclagem de energia dos ambientes de água doce. Desta forma, o estudo dos efeitos da radiação UVB sobre estes embriões poderá contribuir significativamente para o incremento e aprimoramento dos conhecimentos atuais acerca dos efeitos induzidos pela radiação UVB. Trabalhos prévios realizados pela equipe proponente demonstraram que a radiação UVB induziu importantes alterações morfológicas nos embriões, além de comprometer a proliferação e a morte das células embrionárias. Contudo, ainda se desconhece os mecanismos pelos quais as células respondem ao insulto da radiação UVB. Desta forma, o objetivo do presente projeto é investigar as respostas das células embrionárias de M. olfersii expostas à radiação UVB, enfocando a dinâmica do ciclo celular, as possíveis vias de indução à apoptose, ocorrência de danos à organelas celulares e aos processos de fusão/fissão/biogênese mitocondrial e mitofagia. Propõe-se para tal, a realização de um repertório diversificado de metodologias, que permitirão compreender de um modo mais abrangente e integrado, as respostas celulares frente ao insulto promovido pela radiação UVB. Considerando o amplo escopo deste projeto, algumas questões são propostas: (i) Quais os genes e proteínas do ciclo celular são recrutados após o insulto da radiação UVB? (ii) Quais os genes e proteínas envolvidos na indução à apoptose após a exposição à radiação UVB? (iii) A radiação UVB é capaz de comprometer os genes envolvidos na dinâmica de fusão/fissão/biogênese mitocondrial? (iv) A radiação UVB é capaz de alterar a morfologia mitocondrial e induzir a mitofagia? (v) Considerando que a radiação UVB causa dano ao DNA genômico, é possível que esta radiação comprometa também o DNA mitocondrial? Essas são questões fundamentais, considerando a escassez de estudos sobre os efeitos da radiação UVB sobre os mecanismos celulares inerentes ao desenvolvimento embrionário de espécies aquáticas. Os dados obtidos contribuirão para a proposição de novos biomarcadores como ferramentas em um protocolo de embriotoxicidade para monitorar os efeitos da exposição à radiação UVB. O presente projeto tem ainda como meta, contribuir para a consolidação da linha de pesquisa em “Embriotoxicidade e toxicidade celular”, conforme o Diretório de Grupos CNPq (http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/), contribuindo igualmente para o fortalecimento da linha de pesquisa em “Embriotoxicidade, Citotoxicidade, Genotoxicidade” do Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e do Desenvolvimento (M/D)/UFSC, no qual estou credenciada como docente do corpo permanente, orientadora de mestrado e doutorado (http://pbcd.ufsc.br/linhas-de-pesquisa/).
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Evelise Roman Corbalan Góis Freire

Engenharias

Engenharia Civil
  • fluidodinâmica computacional aplicada na otimização de equipamentos em estações de tratamento de água usando software livre openfoam.
  • Otimizar o processo de captação e purificação de água para abastecimento de uma estação de tratamento é de extrema importância para suprir a necessidade de uma determinada população atendida, sempre levando em conta o crescimento dessa população. A Universidade Federal de Lavras (UFLA) dispõe de uma estação de tratamento de água (ETA) própria, instalada em 1991. Hoje, com o aumento da população universitária, há uma maior demanda por água tratada. Entretanto, o aumento de vazão pode alterar a eficiência do tratamento. Assim, o objetivo deste projeto é utilizar a fluidodinâmica computacional como meio para otimizar equipamentos de estações de tratamento de água, como floculadores e decantadores. A otimização será feita através de propostas de modificações na geometria destes equipamentos. Essas modificações devem proporcionar condições hidráulicas que favoreçam o processo de tratamento, como controle dos gradientes de velocidade por exemplo, evitando zonas mortas e quebra de flocos. Para isso, O OpenFOAM® será utilizado, por sua livre licença de operação, além de proporcionar solução robusta e confiável para as Equações Governantes do escoamento. Espera-se, com isso, propor mudanças que melhorem a eficiência deste tipo de equipamento, reaproveitando ao máximo as condições de funcionamento já em execução.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Evelyn Goyannes Dill Orrico

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • impacto da ciência de alimentos na bioeconomia: valorização de resíduos agroindustriais e alimentos não convencionais para obtenção de compostos bioativos e de interesse biotecnológico
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 08/01/2020-08/01/2025
Foto de perfil

Everaldo Barreiros de Souza

Outra

Ciências Ambientais
  • vulnerabilidade socioambiental e análise integrada de risco aos extremos climáticos nos municípios amazônicos: cenários futuros cmip5/cmip6
  • No contexto das temáticas científicas de aquecimento global/mudanças climáticas e transformações do bioma natural decorrente das atividades antrópicas de uso da terra, os fenômenos climáticos extremos se destacam pelas suas ameaças naturais à sociedade e aos ecossistemas. Na Amazônia, tais extremos associam-se primordialmente aos eventos anômalos de precipitação que deflagram enchentes e secas, os quais impactam direta ou indiretamente os diversos setores da sociedade, sendo que os efeitos e consequências tendem a ser mais graves nos locais com maior vulnerabilidade socioambiental. Diante dessa problemática atual das ciências ambientais, apresenta-se neste projeto uma abordagem interdisciplinar acerca da vulnerabilidade (abrangendo as dimensões de suscetibilidade, capacidade de adaptação e de resposta) combinada com o fator exposição dos extremos climáticos (representados pelos eventos extremos de precipitação), visando ao final estabelecer um diagnóstico integrado do risco socioambiental/climático ao longo do território Amazônico. A escala de análise ou setor estratégico é municipal e a metodologia objetiva baseada em indicadores de diferentes naturezas serão aplicados nos municípios dos estados que compõem a Amazônia Legal Brasileira. Posteriormente, gerar-se-á o mapeamento (espacialização dos resultados da base municipal) do Índice de risco socioambiental/climático (IRISC) sobre a Amazônia obtido em função do Índice de extremos climáticos (IEXTCLI) e do Índice de vulnerabilidade socioambiental (IVSA), todos classificados em três categorias (baixo, médio e alto). O IEXTCLI considera a frequência dos extremos chuvosos e secos extraídos de diferentes bases de dados (estações in situ e estimativas de satélites) do clima presente (últimos dois períodos de 20 anos, 1980/1999 e 2000/2019) e do clima futuro (próximos dois períodos de 20 anos, 2021/2040 e 2041/2060) provenientes das simulações globais das bases do CMIP5 (5º Relatório do IPCC 2013) e mais recentemente do CMIP6 (6º Relatório do IPCC a ser publicado em 2021/22). Não obstante, também serão incluídos nos cálculos do IEXTCLI os resultados do dowscaling dinâmico em alta resolução sobre o domínio da Amazônia a ser realizado com o modelo regional RegCM4 aninhado as condições de contorno fornecidas por alguns dos modelos globais do CMIP5 e CMIP6. Os resultados esperados da análise integrada da vulnerabilidade socioambiental e o grau de exposição dos extremos climáticos considerando a escala municipal é apropriada para a geração de conhecimento científico que possa contribuir para as questões de sustentabilidade e desenvolvimento regional da Amazônia, bem como fornecer informações potencialmente úteis nas ações de políticas públicas de adaptação e mitigação frente aos cenários climáticos futuros.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 15/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Everaldo Zonta

Ciências Agrárias

Agronomia
  • solos frágeis: emprego de plantas de cobertura e fertilizantes organominerais como estratégia para melhoria da fertilidade
  • Solos arenosos apresentam um elevado grau de suscetibilidade à erosão eólica, quando comparados com os solos de textura média e argilosa, além de apresentarem baixa reserva de nutrientes, presença de alumínio e baixos teores de carbono orgânico, o que faz com que possuam uma capacidade de troca catiônica reduzida e favorecimento da lixiviação dos elementos mais móveis do solo, o que culmina com baixas produtividades. Particularmente, na atualidade tem despertado preocupação pois são considerados “solos frágeis”. Estudos mostram que mesmo em sistema de cultivo orgânico, com contínua adição de matéria orgânica, há grande dificuldade para aumentar o conteúdo de carbono orgânico, o que melhoraria consideravelmente as características químicas, físicas e biológicas destes solos. O presente projeto tem como objetivo geral estudar o efeito do uso de plantas de cobertura, seguido do plantio direto e uso de fertilizantes organominerais oriundos de tortas de oleaginosas enriquecidos com fósforo para aumentar sua resiliência destes dos solos arenosos. Para atender aos objetivos geral e específicos, foram idealizadas três atividades: a atividades 1 (Desenvolvimento de fertilizantes organominerais com fósforo a partir de resíduos de oleaginosas), em que a proposta é desenvolver e testar os fertilizantes organominerais; a atividade 2 (Plantas de cobertura do solo para plantio direto de hortaliças em sistemas orgânicos de produção), que tem como proposta selecionar espécies de plantas de cobertura adequadas à região, bem como estudas os seus efeitos nas plantas sucessoras; e a atividade 3 (Plantio direto de oleáceas e adubação com fertilizantes organominerais em sistema orgânico de cultivo) em que serão testadas as espécies de cobertura mais promissoras e diferentes doses de fertilizantes organominerais mais promissores, definidos respectivamente nas atividades 1 e 2. As atividades 1 e 2 acontecerão concomitantemente nos dois primeiros anos de vigência do projeto e a atividade 3 acontecerá no terceiro ano. Os experimentos das atividades 2 e 3 serão conduzidos em uma propriedade familiar que adota o cultivo orgânico de alimentos, nas proximidades da UFRRJ. Espera-se que sejam obtidos resultados positivos quanto a produtividades das espécies utilizadas nos experimentos, bem como, e principalmente, aumentos significativos nos teores de carbono orgânicos do solo e consequente melhoria nas características edáficas de interesse agrícola.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Everardo Magalhaes Carneiro

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • análise do mecanismo de ação do tudca sobre a função mitocondrial e integridade das membranas associadas à mitocôndria (mam) de ilhotas pancreáticas submetidas à restrição de aminoácidos em associação com ácidos graxos
  • A desnutrição é uma desordem metabólica que acomete cerca de 795 milhões de indivíduos em todo o globo, sendo decorrente da redução no aporte energético ou nutricional em uma determinada fase de vida. É sabido que a deficiência nutricional, durante o desenvolvimento e maturação, gera perturbações na comunicação, biogênese e função mitocondrial em diferentes tecidos de roedores e humanos, levando ao desequilíbrio do controle glicêmico e ruptura na homeostase energética, predispondo ao desenvolvimento da obesidade e Diabetes Mellitus do tipo 2 (DM2) na fase adulta. Nosso laboratório possui uma sólida linha de investigação, utilizando a restrição de aminoácidos, simulando um processo de desnutrição. Além disso também usamos a suplementação com o aminoácido taurina e derivados como TUDCA, objetivando a busca por alvos terapêuticos para tratamento destes distúrbios. O TUDCA, formado a partir da associação do UDCA a taurina, já demonstrou aumentar a biogênse mitocondrial e sobrevivência celular, e reduzir o estresse de retículo em diferentes tipos celulares. Além disto, foi observado que a administração de TUDCA preservou a morfofunção das células beta;, normalizando a secreção de insulina e aumentando a sensibilidade deste hormônio tanto em roedores quanto humanos obesos. Contudo, a ação terapêutica do TUDCA ainda não foi avaliada em roedores com obesidade desenvolvida posteriormente ao processo de desnutrição. Portanto, neste projeto caracterizaremos a ação do TUDCA, in vitro, sobre a função mitocondrial e integridade da MAM e seu potencial impacto terapêutico em ilhotas pancreáticas submetidas à restrição de aminoácidos em associação com ácidos graxos. A partir da caracterização das ações efetivas deste ácido biliar, in vitro, poderemos extrapolar para o modelo in vivo no desenvolvimento de uma possível ferramenta terapêutica com foco no controle e/ou tratamento da obesidade e comorbidades, quando da associação entre desnutrição e dieta rica em gordura.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Everardo Valadares de Sa Barretto Sampaio

Ciências Agrárias

Agronomia
  • implantação de rede de sítios de pesquisas ecológicas de longa duração no bioma caatinga
  • A pecuária é a principal atividade antrópica no bioma Caatinga. As alterações ecológicas que ela causa são, via de regra, de curso temporal lento, fazendo com que muitas sejam imperceptíveis quando analisadas na escala temporal convencionalmente praticada em pesquisas ecológicas no Brasil. Análises sistêmicas e especializadas de forma a permitir avaliações regionais da frequência, magnitude e intensidade das perturbações são imprescindíveis para adoção de práticas mais sustentáveis de manejo dos ecossistemas. Medir o impacto da herbivoría nos ciclos naturais de um ecossistema requer desenhos experimentais específicos para acompanhamento por longos períodos na mesma unidade experimental. Atualmente, na Caatinga, o número de estudos de longa duração é muito pequeno. A presente proposta foi elaborada por uma equipe que inclui vários grupos de pesquisa, de diferentes instituições, dedicados a temas relacionados ao uso sustentável do bioma Caatinga e visa obter recursos para garantir a implantação e acompanhamento inicial (três primeiros anos) da primeira rede de parcelas permanente para estudos ecológicos em áreas de uso pecuário no bioma Caatinga. O projeto contempla a implantação de 14 unidades experimentais objetivando o monitoramento dos efeitos da pecuária em uma análise de longa duração, sendo nove em Pernambuco, oito instaladas nas estações experimentais do Instituto Agronômico de Pernambuco e uma em Petrolina, no campo experimental da Embrapa Semiárido, acompanhadas por equipes destas instituições e da UFPE, ITEP e UFRPE. Adicionalmente, serão implantadas mais quatro unidades, no Ceará (UFC), Paraíba (APNE), Alagoas (UNEAL) e Sergipe (UFS). A proposta tem prazo para implantação e acompanhamento das parcelas durante 3 anos, mas elas foram desenhadas para analises ecológicas de longo prazo. Cada unidade consiste de parcelas de 625m2 em áreas de Caatinga densa e aberta (duas parcelas, com e sem exclusão de animais, em cada), e de pastagem (três parcelas, uma sem exclusão e duas com sendo uma cortada periódicamente e a outra para regeneração). Em cada parcela serão monitoradas as dinâmicas sazonais da fitossociologia e do acúmulo de biomassa total (incluindo necromassa e serapilheira) e forrageira, a fixação biológica de nitrogênio e as concentrações de C e N e as alterações na biologia dos solos. Também serão coletados dados agrometereológicos através do desenvolvidos e calibração de sensores climáticos de baixo custo,que permitirão ampliar a rede de dados climáticos coletados pelo projeto. Será criado um banco de dados espectrais de solos e biomassa da Caatinga e suas variações na refletância em função da fitossociologia, estádio fenológico e particularidades edafoclimáticas. Os dados coletados através dessa rede multidisciplinar e interinstitucional subsidiarão a criação de um repositório de informações agrometeorológicas, fitossociológicas e espectrais do bioma Caatinga, em especial em áreas utilizadas como pastagem. Tais informações permitirão a formação de um banco de dados ecológicos harmônicos e sistematizados com coordenadas geográficas precisas que poderão ser cruzadas a fim de permitir uma visão espacializada dos fluxos biogeoquímicos e estoques de biomassa total e forrageira no bioma Caatinga. A proposta inclui o principal grupo de pesquisadores do Observatório Nacional da Dinâmica da Água e Carbono no Bioma Caatinga (ONDACBC), financiado pelo Edital INCT 16/2014, que agrega outras instituições de pesquisa nacionais e internacionais e que tem conduzido um diversificado conjunto de pesquisas sobre manejo de recursos hídricos, produção agropecuária e ciclagem biogeoquímica no Bioma Caatinga.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Everton José Goldoni Estevam

Ciências Humanas

Educação
  • ensino exploratório de matemática na educação básica
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual do Paraná - PR - Brasil
  • 12/08/2019-31/10/2022
Foto de perfil

Everton Lazzaretti Picolotto

Ciências Humanas

Sociologia
  • reconfigurações no sindicalismo rural: agricultores familiares e assalariados rurais em um cenário de disputas
  • A presente proposta de investigação visa analisar as mudanças na estrutura sindical dos trabalhadores rurais nas últimas décadas, marcadas pela emergência de novas identidades que lutam pelo reconhecimento de sua diversidade e pela constituição de formas próprias de representação. Desde os anos de 1980 têm ocorrido algumas experiências iniciais de organizações de assalariados e pequenos agricultores por fora dos canais sindicais estabelecidos. No entanto, foi nos primeiros anos do século XXI que ocorreu a formação de uma organização sindical própria de agricultores familiares que passou a competir com o sindicalismo da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) e, mais recentemente, ocorreu a formação de uma Confederação Nacional de Assalariados Rurais (Contar), como representante exclusiva dos assalariados rurais. O projeto visa explorar estas mudanças recentes na representação dos trabalhadores do campo, os conflitos de posição gerados e as suas relações com o Estado.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Everton Leandro Galdino Alves

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • promovendo a inspeção guiada de refatoramentos de código
  • Refatoramentos são transformações de código que visam melhorar os aspectos estruturais do software sem alterar seu comportamento externo. Estudos recentes evidenciam a importância dessas edições. Cerca de 30% de todas as mudanças realizadas durante o desenvolvimento de software são refatoramentos. Além disso, aproximadamente 90% de todos os refatoramentos aplicados são manuais, o que os torna mais suscetíveis a erro. Faltas de refatoramento não detectadas de imediato podem levar a deterioração do código do sistema, bem como implicar em altos custos para correção. Faltas de refatoramento podem ser de dois tipos: missing steps, quando passos essenciais para um refatoramento bem sucedido não são realizados; ou extra edits, quando edições não relacionadas ao refatoramento, e que podem impactar o comportamento do sistema, são realizadas em conjunto com edições de refatoramento. Na prática, desenvolvedores tendem a não aplicar refatoramentos de maneira isolada, o que leva a introdução de faltas do tipo extra edits. O projeto de pesquisa proposto neste documento objetiva a realização de estudos empíricos para melhor entender que tipos de edições extra são realizadas em conjunto com cada tipo de refatoramento. Resultados dessa análise serão usados para desenvolver soluções visando auxiliar desenvolvedores a inspecionar e melhor validar seus refatoramentos.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Everton Murilo Carvalho de Abreu

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • aspectos gerais de teoria clássica e quântica de campos em espaços de fase comutativos e não-comutativos e econofísica
  • Neste projeto pretendemos principalmente analisar a física do Universo primordial através de formulações não-comutativas da Teoria Quântica de Campos. Para isso, mergulhamos na geometria não-comutativa formalismos variados como formalismo de interferência em teoria quântica de campos (formalismo de solda), métodos de quantização lagrangeanos, etc.. Além disso introduziremos formulações não-comutativas em conjunto com formalismos variados de física estatística, como formalismo de Tsallis, Kaniadakis, etc.. Estes últimos também serão usados em linhas de pesquisa em econofísica, como distribuição de renda e mercado de ações.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Everton Nei Lopes Rodrigues

Ciências Biológicas

Zoologia
  • contribuição à taxonomia e sistemática de aranhas da subfamília theridiinae (arachnida: araneae, theridiinae)
  • Vide projeto anexo
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ewerton Wagner Santos Caetano

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • interações entre biomoléculas via estratégia de fragmentação usando dft e um modelo não homogêneo para a constante dielétrica
  • A presente proposta consiste na aplicação de duas metodologias distintas para descrever a blindagem dielétrica em interações envolvendo fármacos e proteínas tendo em vista a possibilidade de melhorar a qualidade do design de fármacos in silico usando cálculos no formalismo da teoria do funcional da densidade (DFT) e a estratégia de fragmentação de resíduos, permitindo ainda uma caracterização mais acurada das propriedades vibracionais de proteínas. A primeira metodologia envolve a determinação de uma constante dielétrica média estimada a partir de valores locais da constante dielétrica de cada resíduo de aminoácido no sítio de ligação da proteína, enquanto a segunda emprega uma representação dos resíduos próximos por cargas pontuais obtidas de modo autoconsistente. Os dois métodos serão aplicados a diversos sistemas de interesse: neurotransmissores, drogas contra a osteoporose, pressão alta, farmacocinética envolvendo albumina e interações entre o colágeno e as integrinas, importantes para a compreensão de vários mecanismos bioquímicos, entre os quais a metástase do câncer.
  • Instituto Federal do Ceará - Reitoria - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ezequiel Saretta

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • avaliação do efeito da irrigação na produtividade da nogueira-pecã
  • A nogueira-pecã [Carya illinoinenses (Wangenh.) K. Koch] tem sido utilizada como incremento de renda para os agricultores. A cultura tem origem nos Estados Unidos da América e foi trazida para o Brasil, sendo introduzida na Região Sul. Atualmente, é cultivada desde o Sul do Brasil até Minas Gerais (Poletto et al., 2015). Em termos de exigência de água, nos Estados Unidos da América, se tem reportado valores entre 500 e 1400 mm, para completar o ciclo anual (Samani et al., 2011). Essa variação da lâmina de água depende do espaçamento entre plantas, que nos Estados Unidos está entre 10 x 10 m e 15 x 15 m. Nessas condições, o volume requerido para o ciclo pode ser de aproximadamente 129 m³, com produtividade em torno de 20 kg por planta (Call et al., 2006). É importante salientar que essa demanda de água está relacionada à tradição americana de irrigação por superfície (Samani et al., 2011). Na realidade brasileira, tem-se especulado irrigação localizada, especialmente microaspersão. Assim, deve haver uma correção (redução) na lâmina a ser aplicada, dado que se irriga apenas uma fração da área (Frizzone et al., 2012). Nesse sentido, Wells (2015) não encontrou diferença significativa na produtividade quando reduziu cerca de 38% na lâmina de irrigação, utilizando microaspersão em plantas espaçadas em 15,2 x 15,2 m, em clima úmido da Georgia (EUA). Para as condições brasileiras, ainda não se tem informações a respeito do efeito da irrigação na produtividade, mesmo nos trabalhos mais recentes (Fronza et al., 2018). Essa escassez de informações mantém uma lacuna no sistema de produção, sendo que o agricultor não tem muitas bases para tomada de decisão para instalação da irrigação. Atualmente, a Divinut tem parceria de comprar de produção de mais de 3000 agricultores do Brasil, que têm demandado informações. Isso sem considerar uma quantidade de outras empresas do setor. Na região central do Rio Grande do Sul tem aumentado o interesse dos agricultores no cultivo de nogueira-pecã, tanto pelo lucro esperado (Fronza et al., 2018), quanto pelo manejo simplificado, em relação a cultivos tradicionais. Segundo a Divinut, a maioria dos pomares dessa cultura possui área próxima a 1 ha, de agricultura familiar. Apesar de alguns agricultores terem instalado pomares há cerca de 15 anos, muitos estão iniciando na atividade. Portanto, há uma quantidade de pomares com árvores jovens, em início de produção. A instalação de pomares requer elevado investimento inicial, que pode demorar alguns anos para seu retorno (Fronza et al., 2018). Normalmente, a produção inicia entre o quarto e o décimo ano (Wells, 2017), dependendo das condições de cultivo, cultivar utilizada, etc. Caso a irrigação puder antecipar a produção, o retorno do investimento poderá ser mais rápido. Os principais efeitos do deficit hídrico na cultura são observados na fase reprodutiva (polinização) e no enchimento do fruto (Wells, 2015). Durante o enchimento da amêndoa, a falta de água acarreta em frutos chochos, com baixo rendimento e, consequentemente, inaceitáveis para consumo. Na região de Cachoeira do Sul, RS, no centro do estado, o deficit (falta de chuvas) tem ocorrido em ambas as épocas, especialmente no ano de 2018, com período seco entre janeiro e maio, coincidindo com o enchimento do fruto. Por essa razão, segundo a Divinut, a produção de nozes deste ano talvez tenha sido a menor dos últimos 20 anos. Considerando todas essas condições de investimento e de cultivo, com escassas informações sobre as condições brasileiras de irrigação, o principal objetivo deste projeto é avaliar o efeito de lâminas de irrigação na produtividade da nogueira-pecã. Ao final, espera-se obter uma relação entre as duas variáveis, podendo-se predizer a lâmina que maximiza a produtividade. Os resultados desse efeito são imprescindíveis para futuros estudos de engenharia e manejo da irrigação na cultura, tanto em aspectos de quantidade de água e estimativa de consumo, quanto em relação aos componentes do sistema.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabian Andres Lara Molina

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • análise e projeto de manipuladores robóticos sujeitos a incertezas
  • Este projeto de pesquisa está voltado ao estudo das incertezas nos manipuladores robóticos. Os manipuladores são utilizados em aplicações que requerem alto desempenho dinâmico e precisão na execução das tarefas. Diversas aplicações dos manipuladores robóticos requerem um alto desempenho dinâmico, dentre estas aplicação destaca-se: usinagem, aplicações medicas, embalagem e paletização de alimentos, e dispositivos para micro posicionamento, dentre outras. No entanto, os manipuladores robóticos estão sujeitos inevitavelmente a incertezas nos seus parâmetros e nas suas entradas que diminuem o desempenho na execução das tarefas para as quais foram projetados; Ditas incertezas nos parâmetros referem-se a variações nas inercias ou atritos; por exemplo variações para diferentes valores de carga útil no efetuador final; as entradas incertas referem-se a ruído nos sensores ou torques nas juntas produzidos pela operação em ambientes não estruturados. Portanto, neste projeto de pesquisa, inicialmente será desenvolvida uma metodologia para modelar e simular numericamente o modelo do manipulador robótico com incertezas. Baseada na modelagem com incertezas, novas metodologias para avaliar a confiabilidade e o projeto ótimo serão desenvolvida junto com técnicas de optimização heurísticas tais como Algoritmos Genéticos, Evolução Diferencial ou Recozimento simulado entre outras. Os modelos numéricos e metodologias para a avaliação da confiabilidade serão verificadas em um protótipo experimental que será construído a partir da especificação das variáveis de projeto pela metodologia de projeto robusto
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Fabiana Besen Santos

Ciências Humanas

Educação
  • avaliação de tecnologias sociais: o desempenho do programa mulheres sim do instituto federal de santa catarina
  • O Programa Mulheres Sim é desenvolvido em todas as regiões de Santa Catarina pelo Instituto Federal de Santa Catarina desde 2014. O programa visa atender mulheres em vulnerabilidade social, impulsionando-as para a geração de renda, possibilitando a continuação nos estudos e a inserção das mulheres no mundo de trabalho. Suas ações se concentram em três grandes projetos: o curso “Educação e Gênero”, “Feira de Economia Solidária” e “Acompanhamento das Egressas”, convergindo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Atualmente, o processo avaliativo para as adaptações e melhorias desse importante Programa é é realizado a partir de uma abordagem, predominantemente, descritiva. Desta forma, a avaliação atual não oferece parâmetros ou critérios para comparação e mensuração de desempenho. Neste contexto, essa proposta tem como objetivo avaliar o desempenho da Tecnologia Social Programa Mulheres Sim mensurando os resultados do programa, de acordo com critérios e indicadores apropriados para Programas Públicos, e dando voz às mulheres atendidas, de modo a registrar os resultados individuais e sociais dessa ação pública. Para tal, a proposta será desenvolvida em três etapas: a primeira uma revisão bibliométrica da literatura para subsidiar a construção de critérios e indicadores. A segunda etapa, uma abordagem qualitativa, consiste no levantamento de dados acerca do contexto do Programa Mulheres Sim nos municípios dos territórios priorizados que são respectivamente: Caçador, Canoinhas, Chapecó, Criciúma, Gaspar, Joinville, Lages e Tubarão. para avançar na construção do instrumento de avaliação de forma dialógica. Por fim, a terceira etapa consiste na validação do instrumento, com a aplicação do mesmo junto aos envolvidos na execução do Programa e as mulheres participantes no período de 2014 a 2017. Com as três etapas descritas será possível obter um processo avaliativo para o Programa Mulheres Sim, com critérios e indicadores para mensurar o desempenho do mesmo, permitindo análises entre os anos de execução a fim de acompanhar os avanços e recuos, bem como estabelecer comparações entre o desempenho de cada campus ofertante. A expectativa dos resultados desta proposta está na possibilidade da avaliação por meio de critérios e indicadores que corroboram para análise da eficiência, eficácia e efetividade do Programa na melhora da autoestima, no combate à violência contra as mulheres, na erradicação do trabalho infantil, no empoderamento das mulheres, para atuação digna nos diversos espaços sociais e a conquista de seus direitos por meio do trabalho e da geração de renda como consta na descrição dos relatórios do próprio Programa.   Além da aplicação na avaliação do desempenho do Programa Mulheres Sim, a metodologia a ser desenvolvida poderá ser reaplicada na avaliação de outros Programas e Projetos de cunho social, consolidando de forma positiva esta proposta e contribuindo para estimar o impacto de outras tecnologias sociais desenvolvidas pela metodologia de projetos ou programas.
  • Instituto Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/12/2018-30/11/2021