Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Bruno Dallagiovanna Muñiz

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • rnas não codificantes e a diferenciação cardíaca de células-tronco humanas: análise funcional do rna não-codificante longo "cardel".
  • RNAs não-codificantes longos (lncRNAs) são tradicionalmente classificados como transcritos maiores que 200 nucleotídeos que não possuem potencial de codificar proteínas. Diversos lncRNAs desempenham papéis cruciais em uma ampla variedade de processos biológicos. Participam da regulação da expressão gênica em diferentes níveis incluindo transcrição, splicing e tradução. lncRNAs foram observados associados à maquinaria ribossomal, tanto em monossomos como em polissomos; mas, suas funções e mecanismos de ação relacionados com a maquinaria de tradução ainda não estão elucidados. Desta maneira, contribuem para a especificação da identidade celular durante a diferenciação celular. No entanto, pouco se compreende acerca de suas funções na manutenção e diferenciação de células-tronco humanas. Os RNAs nào codificantes representam portanto uma nova classe de moléculas reguladoras durante o desenvolvimento embrionário. Recentemente, identificamos a expressão do lncRNA LINC00890 durante a diferenciação cardiomiogênica de CTEs humanas. Batizado como CARDEL (CARdiac DEvelopment Linc), sua expressão apareceu aumentada nos progenitores cardíacos, e reduzida em cardiomiócitos diferenciados. Além disso, mostrou-se associado com polissomos, indicando um possível papel codificante ou regulador da tradução. Por este motivo, este projeto tem como objetivo a análise funcional de CARDEL durante a diferenciação cardiomiogênica através de ensaios de genética reversa e edição de genoma. Linhagens celulares de superexpressão induzida de CARDEL serão construídas utilizando o vetor integrativo AAVS1-GW-TRE-rtTA. Ainda, a técnica de CRISPR/Cas9 será utilizada para a construção de linhagens celulares com silenciamento de CARDEL, através da deleção completa do gene. Tais linhagens serão derivadas de células-tronco pluripotentes e serão utilizadas em modelos de diferenciação cardiomiogênica para avaliar a função do lncRNA. Caracterizaremos os padrões de expressão gênica nas linhagens mutantes por sequenciamento em larga escala (RNA-seq) tanto no transcriptoma total como de aqueles mRNAs associados a polissomos. Assim, poderemos determinar as redes gênicas e processos celulares relacionados com a expressão de CARDEL. Os resultados dessas abordagens poderão contribuir para um melhor entendimento do papel do CARDEL durante o desenvolvimento embrionário, e somar às novas descobertas a respeito das funções dos lncRNAs.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Bruno de Almeida Carlos de Carvalho Pontes

Ciências Biológicas

Biofísica
  • estudo das propriedades mecânicas de células e suas implicações em fenômenos celulares.
  • O Laboratório de Pinças Óticas da UFRJ (LPO) vem desempenhando papel pioneiro no desenvolvimento da área interdisciplinar de pesquisa biologia-física no Brasil. Este projeto visa a continuar esse papel, e consolidar a Mecanobiologia no país. Pretendemos estudar como estruturas celulares são capazes de reagir à ação de forças. Nossos modelos de estudo serão: células de mamíferos e o fungo Cryptococcus spp. Pretendemos estudar o complexo membrana-citoesqueleto cortical, uma das regiões mais ativas da célula e que orquestra vários eventos, tais como migração, fagocitose, endocitose e exocitose. Essas ações envolvem respostas de natureza bioquímica e mecânica; porém, os mecanismos envolvidos na última ainda são pouco conhecidos. Nesse sentido, pretendemos estudar a resposta celular à ação de forças com o intuito de melhor entender os mecanismos moleculares e estruturais que permitem às células controlar a dinâmica de suas propriedades mecânicas bem como as implicações desse controle em importantes fenômenos celulares. Também pretendemos estudar infeções fúngicas, que passaram a ser ameaça nas últimas décadas principalmente em indivíduos com comprometimento imunológico. A criptococose, doença causada pelo Cryptococcus spp, aparece como a síndrome mais letal. O principal fator de virulência desse fungo é sua cápsula polissacarídica, capaz de lhe conferir proteção e ajudar na interação com células hospedeiras. Pouco se sabe sobre as propriedades mecânicas dessa cápsula e as consequências na patogênese da doença. Pretendemos caracterizar comparativamente as cápsulas de espécies patogênicas e não patogênicas além de estudar o efeito de diferentes drogas nas propriedades mecânicas capsulares. Este projeto poderá trazer abordagens para a compreensão da estrutura e função da superfície de células e da superfície de Cryptococcus spp., além de abrir possibilidades para novos métodos de diagnóstico que usem caracterizações mecanobiológicas.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno de Andrade Martins

Engenharias

Engenharia de Produção
  • agroecologia e produção sustentável: estratégia para a educação e promoção da segurança alimentar em hidrolândia, goiás.
  • O grande desafio da agricultura é encontrar formas de uso da terra que sejam viáveis economicamente e ecologicamente sustentáveis. Os sistemas agroflorestais podem ser uma boa alternativa para utilizar recursos com maior produtividade e maior sustentabilidade, devido ao aumento da biodiversidade. Para o desenvolvimento da agroecologia e de sistemas orgânicos de produção no município de Hidrolândia (GO) e entorno, o Núcleo de Estudos em Agroecologia do Instituto Federal Goiano - Campus Avançado Hidrolândia vem propor a manutenção e a consolidação da ambiência para a socialização e construção de conhecimentos, integrando as atividades de extensão tecnológica, pesquisa científica e educação profissional, entre a comunidade rural local e a comunidade acadêmica, conforme a Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica. As atividades propostas ampliam a participação da juventude rural na produção orgânica e de base agroecológica, formam multiplicadores dos princípios da agroecologia, contribui na redução das desigualdades de gênero, promove sistemas sustentáveis de produção de alimentos seguros, com a valorização da agrobiodiversidade, dos produtos da sociobiodiversidade e das experiências locais de uso e conservação dos recursos naturais, especialmente àquelas que envolvem variedades locais, tradicionais ou crioulas. As atividades realizarão processos educativos fundamentados na troca e diálogos de saberes com metodologias didático-pedagógicas que incentivam a participação e protagonismo dos sujeitos envolvidos, contribuindo com o desenvolvimento sustentável no nível local e regional, considerando os aspectos social e econômico pela ação de superação dos problemas sociais e a inclusão produtiva de grupos sociais com desenvolvimento coletivo, inovando os meios e processos de produção e conhecimentos, ampliando, assim, as oportunidades educacionais, facilitando o acesso ao processo de formação e de qualificação. Ademais, promoverão a educação e a segurança alimentar por meio da oferta de produtos orgânicos ou de base agroecológica, isentos de contaminantes que representam risco a saúde, por meio de sistemas de produção agrícola e de extrativismo florestal, baseados em recursos renováveis e métodos e práticas culturais, biológicas e mecânicas, que reduzem resíduos poluentes e a dependência de insumos externos, além do fortalecimento do Grupo de Pesquisa Multidisciplinar para a Sustentabilidade do Bioma Cerrado (GPMSBC) do Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq, e a consolidação do NEA Hidrolândia como um centro de referência em agroecologia e produção sustentável para o desenvolvimento rural regional sustentável.
  • Instituto Federal Goiano - GO - Brasil
  • 01/02/2018-31/10/2020
Foto de perfil

Bruno de Siqueira Mietto

Ciências Biológicas

Morfologia
  • novos alvos terapêuticos para o diagnóstico e tratamento da neuropatia da hanseníase – foco na desmielinização e morte neuronal
  • A Hanseníase é uma doença infecciosa crônica do sistema nervoso periférico causada pela infecção das células de Schwann pelo Mycobacterium Leprae (M leprae). Há fortes evidências sugerindo que a morte dos neurônios e a desmielinização estão relacionados à distúrbios nas respostas das células de Schwann. De modo geral, as células de Schwann estão intimamente envolvidas na manutenção da integridade dos neurônios e da mielina através da transferência de cargos e metabolitos. Embora a morte neuronal e a desmielinização sejam características comuns por trás das patologias das neuropatias periféricas, os respectivos mecanismos relacionados a esses processos ainda precisam ser explorados. Portanto, o presente projeto concentra-se na caracterização das alterações genéticas e fenotípicas das células de Schwann relacionados com metabolismo energético e reparo tecidual que ocorrem durante a infecção pelo M leprae. Nós ainda vamos utilizar biópsias de nervo de pacientes diagnosticados com Hanseníase, juntamente com a plataforma de mielinização in vitro e o modelo animal, para investigar, em larga escala, as modificações nas funções das células de Schwann e suas assinaturas genéticas. Por último, vamos testar uma alternativa não-invasiva de detecção do dano neural dos pacientes com Hanseníase com base nas alterações metabólicas observadas no tecido infectado. A compreensão completa da interação patógeno-hospedeiro com a unidade axônio-mielina é crucial para o desenvolvimento de potenciais terapias para pacientes com Hanseníase. Nossas potenciais descobertas sobre a importância das células de Schwann na mediação da perda dos neurônios e mielina na Hanseníase, pode servir como base de conhecimento para as áreas de investigação interessadas em decifrar os mecanismos biológicos de outras neuropatias periféricas.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Del Bianco Borges

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • alterações encefálicas e ósseas promovidas pela suplementação com extratos de linhaça e/ou amoreira em ratas ovariectomizadas
  • Os estrógenos são hormônios esteroides produzidos principalmente pelos ovários. Estes hormônios regulam o crescimento e desenvolvimento de órgãos reprodutivos, como desenvolvimento das mamas, depósitos de tecido adiposo proporcionais no corpo feminino e alterações no trato genital feminino, como modificação no epitélio vaginal e parede uterina, dentre outros. O estrógeno também age em sistemas não diretamente relacionados ao reprodutivo, como por exemplo, modulando a formação óssea, modulação sistema nervoso central, alterações do sistema cardiovascular, e alterações do comportamento alimentar. A partir da quinta ou sexta década de vida, os ovários começam a entrar em falência e ocorrendo diminuição na concentração plasmática de estrógeno, o que caracteriza a menopausa. Assim, a menopausa é o período que marca o fim permanente da atividade menstrual com queda da secreção estrogênica, o que promove diversas alterações no organismo feminino como: ondas de calor, alteração do perfil lipídico com acúmulo de gorduras, ganho de peso, osteoporose, complicações cardiovasculares, alterações na memória, distúrbios do sono, depressão, dentre outros. O uso de hormônios sintéticos tornou-se a primeira opção de escolha para minimizar estes desconfortos. Entretanto, há muitas restrições do emprego dos mesmos. Isso faz com que a medicina complementar e alternativa procure por fontes naturais ricas em fitoestrógenos, moléculas presentes nos alimentos que induzem respostas biológicas e mimetizam ou modulam a ação do estrógeno endógeno se ligando aos receptores de estrógeno. Os alimentos funcionais se caracterizam por possuírem propriedades nutricionais e possuírem também uma ou várias funções orgânicas. Estudos recentes demonstram relação entre o uso de alimentos funcionais e a redução dos sintomas em mulheres pós-menopausa, tais como sintomas vasomotores, diminuição do ganho de peso, prevenção da osteoporose, melhoras cognitivas e prevenção de eventos cardiovasculares. Dentre estes alimentos, a linhaça e o chá de folha de amora tem demonstrado eficácia no tratamento de alguns transtornos da menopausa. Assim, o presente trabalho tem como objetivo testar a hipótese da utilização de fitoterápicos na redução dos sinais e sintomas relacionados à falência ou redução da função ovariana.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno dos Santos Pastoriza

Ciências Humanas

Educação
  • investigando a produção de conhecimento na ciência: do conhecimento básico na química aos processos didáticos escolares
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Bruno Duarte Gomes

Ciências Biológicas

Biofísica
  • brain decoding usando o eeg: incremento cognitivo em indivíduos saudáveis e dinâmica espaço-temporal das oscilações corticais em indivíduos epilépticos
  • O presente projeto trata da aplicação do conceito de Brain Decoding, que significa decodificar o sinal neural de modo a ter inferências sobre o comportamento normal ou não. Essa tarefa de decodificação será implementada usando eletroencefalografia (EEG) em dois núcleos de abordagem distintos, chamados aqui de núcleo básico e aplicado, respectivamente. No núcleo básico, serão investigados parâmetros do EEG registrado de operadores da mineradora Vale, complexo S11D em Carajás, enquanto os mesmos realizam tarefa de simulação da operação em simuladores de realidade virtual, parte essencial do treinamento desses trabalhadores. A intenção com esse núcleo é a extração de características do EEG que indiquem a demanda em funções cognitivas como atenção e memória de trabalho. Essa extração envolverá o uso de técnicas modernas de processamento digital de sinais e algoritmos de aprendizado de máquina. Os principais parâmetros a serem usados para definir as características do registro são os valores de fase por frequência, que indicarão o comprometimento funcional de áreas corticais. Posteriormente, de posse das características do registro, um treinamento cognitivo será aplicado de modo a modular os parâmetros do EEG relacionados às características que representam a atividade de funções cognitivas relacionadas com a boa operação. A intenção com isso é a promoção de saúde desses trabalhadores, com consequente aumento de produtividade e inclusão de indivíduos com baixa produtividade por meio do treinamento cognitivo. O núcleo aplicado vai usar técnicas bastante similares para estudar o fluxo espaço-temporal de informação em pacientes que sofrem de epilepsia focal do lobo temporal. Essa abordagem usará as características do EEG, também extraídas usando algoritmos baseados em aprendizado de máquina, para localizar e estudar o fluxo da oscilação epileptogênica a partir do lobo temporal. Com isso o objetivo precípuo é o estudo da epilepsia do lobo temporal como um problema de circuito. Ou seja, uma alteração do conectoma cortical em um ponto da rede, afetando desse modo outros pontos. As duas abordagens fazem parte do cerne que agora se estabelece no Laboratório de Neurofisiologia Eduardo Oswaldo Cruz da UFPA, que é o desenvolvimento e aplicação de métodos e técnicas de ponta para estudar a cognição em indivíduos saudáveis ou que apresentem alterações passíveis de serem estudadas usando eletroencefalografia.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Dutra Arbo

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • busca de novos fármacos neuroprotetores baseados na modulação da proteína translocadora
  • O aumento da expectativa de vida da população mundial tem se associado com uma maior prevalência de doenças neurodegenerativas, sendo exemplos a Doença de Alzheimer (DA) e a Doença de Parkinson (DP). Até o momento, a maior parte das intervenções farmacológicas contra essas doenças é destinada apenas ao tratamento de alguns de seus sintomas, não existindo tratamentos eficazes em retardar sua progressão. A proteína translocadora (TSPO) se localiza em pontos de contato entre as membranas mitocondriais interna e externa e está relacionada com o transporte de colesterol para o interior da mitocôndria e com a regulação da esteroidogênese e da apoptose. Estudos mostram que ligantes da TSPO apresentam efeitos neuroprotetores em diferentes modelos experimentais de lesão cerebral e doenças neurodegenerativas, todavia, seus mecanismos de ação ainda não são bem compreendidos. Dessa forma, o objetivo deste projeto é avaliar o efeito neuroprotetor de ligantes da TSPO em diferentes modelos experimentais de doenças neurodegenerativas, incluindo modelos in vitro e in vivo de DA e DP, identificando seus mecanismos de ação e buscando estabelecer se a TSPO poderia ser um alvo terapêutico viável para o desenvolvimento de novos fármacos para o tratamento dessas doenças.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Eduardo Lobo Baeta

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • produção e recuperação de ácidos graxos voláteis (agvs) a partir do bagaço de oliva usando digestão anaeróbia seguida por adsorção seletiva
  • Atualmente grande parte da energia e dos produtos químicos utilizados para produção de itens indispensáveis em todo mundo origina-se de recursos fósseis não renováveis. Sabendo-se que a quantidade de tal recurso na Terra é uma incógnita, e que seu uso pode contribuir para alguns danos ao meio ambiente, o uso de recursos renováveis e sustentáveis para produção de energia e produtos químicos torna-se imperativo. Uma fonte de matéria-prima que vem sendo bastante explorada na produção de energia, biocombustíveis (etanol e biogás), e produtos químicos de valor agregado como os ácidos graxos voláteis (AGV) é o bagaço de oliva gerado durante o processamento do azeite. Vários estudos apontam para utilização deste substrato na produção de etanol celulósico, biogás e outros bio-produtos. No entanto, em função da sua baixa quantidade de celulose e elevadas quantidade de fenol, as produções de etanol e biogás são comprometidas. Sendo assim, estudos que visam o desenvolvimento de alternativas para geração de outros bio-produtos a parti deste resíduo passa ser interessante. Um dos produtos possíveis de serem produzidos a partir da digestão anaeróbia acidogênica do bagaço de oliva são os AGVs. Apesar da característica do substrato e as condições de operação da fermentação ácida serem parâmetros importantes no processo, a recuperação destes AGVs a partir do fermentado ácido é um dos maiores problemas a ser enfrentado. Sendo assim, o presente projeto tem como objetivo avaliar a viabilidade de produção e recuperação de AGVs a partir do bagaço de oliva pré-tratado por auto-hidrólise usando o processo de digestão anaeróbia seguida de adsorção seletiva.
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Ferreira dos Santos

Ciências Humanas

Educação
  • um estudo sobre sequências didáticas para o ensino de ciências baseado no uso dos critérios de idoneidade didática
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - BA - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Bruno Francelino de Melo

Ciências Biológicas

Zoologia
  • biodiversidade, taxonomia e dna barcoding da família curimatidae (teleostei: characiformes)
  • A ordem Characiformes constitui um dos maiores e mais diversificados grupos de peixes de água doce contendo atualmente cerca de 2.200 espécies, alocadas em cerca de 290 gêneros e 24 famílias. Curimatidae, a quarta maior família de Characiformes, possui, atualmente, 114 espécies válidas distribuídas em oito gêneros, e diversas espécies novas têm sido constantemente descritas. Análises recentes em diferentes coleções científicas têm mostrado evidência de ocorrência de novas espécies em, ao menos três gêneros de Curimatidae. O objetivo deste projeto envolve a geração de novos dados morfológicos que, em combinação com análises moleculares de delimitação de espécies, poderão revelar resultados interessantes sobre a biodiversidade de Curimatidae, incluindo a detecção de espécies crípticas e espécies não descritas. Também pretendemos obter espécies não amostradas na filogenia mais recente e estabelecer o posicionamento filogenético delas. Além disso, o projeto visa fortalecer uma rede de colaboração ligada à biodiversidade de Curimatidae, e também dará oportunidades para a formação de jovens pesquisadores nas áreas de sistemática, genética e evolução de peixes neotropicais.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Henrique Sardinha de Souza

Ciências Agrárias

Agronomia
  • resistência de cultivares de café arábica (coffea arabica) ao bicho-mineiro leucoptera coffeella (lepidoptera: lyonetiidae)
  • Um dos fatores limitantes ao desenvolvimento da cafeicultura no Brasil é o ataque de insetos pragas. O bicho-mineiro Leucoptera coffeella (Lepidoptera: Lyonetiidae) é considerada a principal praga da cultura do café em função da ocorrência generalizada e perdas econômicas causadas ao produtor. Uma das alternativas mais promissoras para o controle do bicho-mineiro está no uso de cultivares resistentes. Recentemente, a Fundação Procafé desenvolveu e lançou a cultivar Siriema AS1, que apresenta características de resistência tanto ao bicho-mineiro quanto à ferrugem. Este projeto tem os objetivos de: avaliar em condições de campo na região do Sul de Minas Gerais a resistência de cultivares de café arábica ao bicho-mineiro e correlacionar sua infestação com fatores climáticos; e caracterizar a resistência (antixenose e antibiose) da cv. Siriema e de suas progênies em comparação com cultivares comerciais em campo e laboratório. Para o experimento com as cultivares comerciais, serão utilizadas as plantas de 28 cultivares e 2 clones do painel de cultivares do INCT-Café, em Lavras, e para o experimento com a cv. Siriema e suas progênies, serão utilizadas plantas localizadas na Fazenda Experimental do Procafé, em Varginha. Em ambos experimentos, as amostragens do bicho-mineiro serão realizadas mensalmente, onde em cada uma das seis plantas centrais da parcela serão avaliadas ao acaso três folhas do terceiro/quarto par de folhas de diferentes ramos do terço superior das plantas, procedendo-se da mesma forma para o terço médio. Os parâmetros avaliados serão a porcentagem de folhas minadas intactas, o número de minas por folha, e a intensidade de injúria, de acordo com uma escala de notas. No experimento com as cultivares, as variáveis de infestação serão correlacionadas com dados climáticos. Ambos os experimentos de campo serão conduzidos por três safras agrícolas. Em laboratório será realizada a caracterização da resistência (antixenose e antibiose) da cv. Siriema e de suas progênies ao bicho-mineiro comparando-as com cultivares comerciais suscetíveis (Mundo Novo, Catuaí Amarelo e Arara), por meio de ensaios de preferência para oviposição e desenvolvimento biológico em condições ambientais controladas. A expectativa é de que os resultados gerados neste projeto contribuam para a difusão do conhecimento para uso de novas tecnologias pelos cafeicultores, resultando em maior adoção das novas cultivares. Além disso, a caracterização da resistência na cv. Siriema e em suas progênies contribuirão para programas de melhoramento genético do café arábica.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Jacson Martynhak

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • papel da corticosterona no efeito pró-resiliência da inoculação de estresse em camundongos
  • O estresse tem um papel de destaque na etiologia de doenças psiquiátricas, principalmente no transtorno depressivo maior. De acordo com o modelo da vulnerabilidade, um transtorno ocorre quando os estressores vivenciados pelo indivíduo ultrapassam sua capacidade de adaptação, a qual depende de fatores genéticos, epigenéticos e ambientais. A vulnerabilidade não é um componente estático, mas pode ser modificada ao longo da vida. A própria exposição a estressores de baixa intensidade, conhecida como inoculação de estresse, pode ser um fator que contribui para a formação de resiliência. Em animais, observa-se que a inoculação está associada com menores medidas de comportamento tipo-depressivo e tipo-ansioso e menor reatividade do eixo HPA numa situação de estresse. A secreção de cortisol tem papel essencial para manutenção da vida, mas níveis anormalmente elevados estão associados com respostas mal adaptativas. Dessa forma, é possível que a inoculação de estresse tenha um papel de modulação do eixo HPA de forma que a resposta a estressores seja mais adaptativa. O objetivo deste trabalho é avaliar o envolvimento da corticosterona no efeito pró-resiliência gerado por inoculação de estresse em camundongos. Serão utilizados camundongos Swiss com 21 dias, que serão expostos a um camundongo adulto dominante por 15 minutos a cada dois dias. Ao final do protocolo de inoculação, os animais serão testados no labirinto em cruz elevado para avaliação do comportamento tipo-ansioso e no teste da natação forçada para avaliação da estratégia de manejo a estressor agudo. Após o nado forçado, os animais serão eutanasiados para avaliação da resposta do eixo HPA. Esperamos que os animais inoculados passem mais tempo nos braços abertos do labirinto, tenham menor tempo de imobilidade no nado forçado e menor secreção de corticosterona. Para avaliar se a corticosterona é necessária para os efeitos da inoculação de estresse, duas estratégias serão utilizadas: (i) os animais serão tratados com mifepristona, um antagonista glicocorticoide, antes de cada sessão de inoculação e (ii) a liberação endógena de corticosterona será sua suprimida pelo pré-tratamento com hidrocortisona antes de sessão de inoculação. Para avaliar se a inoculação de estresse pode proteger os animais em um modelo crônico de depressão, nós utilizaremos um modelo baseado em restrição alimentar. Em nosso laboratório, verificamos que a oferta de alimento apenas durante a fase clara do ciclo claro/escuro levou ao comportamento tipo-depressivo em camundongos e este não foi revertido por tratamento com antidepressivos. Por último, os animais receberão uma dose de corticosterona exógena 3 vezes na semana durante 21 dias e serão avaliados quanto aos mesmos parâmetros. Esperamos que o bloqueio da ação da corticosterona reverta os efeitos pró-resiliência da inoculação, mas que sua administração exógena não seja suficiente para mimetizar estes efeitos.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno José Gonçalves da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de dispositivos a base de hidrogel para microextração de espécies de interesse clínico e toxicológico
  • O constante progresso nos diferentes campos da ciência e tecnologia tem exigido a evolução permanente dos métodos analíticos, especialmente daqueles baseados em técnicas de separação cromatográfica, como a cromatografia líquida, cromatografia gasosa e eletroforese capilar. Motivada pela demanda de métodos mais específicos e eficientes nas análises em matrizes complexas, o desenvolvimento constante de novos equipamentos, acessórios e métodos automatizados que atendam as diversas necessidades no campo das análises clínicas e ambientais tem sido requerido. As determinações, em níveis de traços (ng mL-1), de fármacos e contaminantes em fluidos biológicos (plasma, saliva e urina) são de extrema importância, pois geram valiosos dados para fins de monitorização terapêutica e avaliação de toxicidade clínica, em especial para aqueles fármacos classificados como interferentes endócrinos. Neste contexto, para a determinação destes compostos, pode-se destacar o desenvolvimento de novas técnicas de preparo de amostras, uma das etapas mais morosas e complexas dos procedimentos analíticos. Recentemente, as técnicas miniaturizadas de preparo de amostras têm ganhado destaque frente aos métodos convencionais, pois minimizam o volume da amostra e o consumo de solventes orgânicos, permitem a reutilização das fases extratoras, a pré-concentração dos analitos, além de possibilitar o acoplamento em linha (automação) com sistemas cromatográficos, resultando em rápido processo operacional, com alta precisão analítica e baixos limites de quantificação. Ainda, a diminuição das etapas de preparo de amostra nestas técnicas é importante, não somente para reduzir o erro experimental, mas também para a redução do tempo e do custo das análises, especialmente nos casos onde a análise de traços é requerida. Neste contexto pode-se destacar as técnicas de microextração em fase sólida (“solid-phase microextraction”, SPME), a microextração em fase sólida em tubo (“in-tube” SPME) e a extração em barra sortiva de agitação (‘stir bar sorptive extraction” – SBSE), o qual integra a extração e concentração do analito em única etapa e permite a introdução do analito extraído no sistema cromatográfico utilizando os mesmos dispositivos empregados na extração, reduzindo a perda do analito e o tempo da análise. Apesar de algumas fases extratoras estarem disponíveis no comércio, o desenvolvimento de novas fases extratoras mais seletivas, estáveis e de baixo custo, tem sido necessário para o desenvolvimento da técnica, buscando um maior leque de aplicações e métodos com sensibilidade analítica adequada para as análises de compostos orgânicos em amostras complexas. Dentre os diversos novos materiais, nos últimos anos, aqueles baseados em hidrogel se mostraram promissores para aplicação como fase extratora, uma vez que se trata de um material estímulo responsivo, modulável e que apresentam em sua estrutura polimérica diversos sítios hidrofílicos, como grupos –OH, –COOH, -SO3H e –NH2. Esta última característica é de grande interesse, pois facilita a extração de compostos polares de matrizes aquosas, o que tem sido um obstáculo para as técnicas de extração em geral. A possibilidade de modular esses géis permite ainda a obtenção de fases mais seletivas, enquanto que a sua resposta sensível a estímulos externos pode ser empregada no controle da capacidade de retenção dos analitos por essa material. Além disso, estes materiais tem mostrado estabilidade química na presença de solventes orgânicos e estabilidade mecânica necessária para o uso em técnicas de microextração. Assim, diante das necessidades supracitadas, este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de novos dispositivos com fases extratoras baseadas em hidrogéis para aplicação em SPME (fibra e “in-tube”) e SBSE para determinação cromatográfica de interferentes endócrinos em fluidos biológicos para fins de monitorização terapêutica e avaliação de toxicidade. A viabilidade deste presente projeto é suportada pelos bons resultados apresentados, em matrizes aquosas, pelas fases de hidrogel desenvolvidas nos últimos anos em meu grupo de pesquisa, com auxílio financeiro do Projeto CNPq Universal 2014 (Processo: 442541/2014-7), que se encerrou em Novembro/2017 (seção 3.4 deste projeto).
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno José Torres Fernandes

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • deslocamento de robôs assistivos com rotas planejadas por redes neurais generativas
  • A robótica é uma área de pesquisa em constante crescimento. Há décadas que robôs são empregados no ambiente industrial e, cada vez mais, observamos as suas possibilidades de uso no cotidiano e dentro de ambientes domésticos. Um dos usos alvo de vários estudos recentes na área de robótica diz respeito ao uso como uma tecnologia assistiva, onde os robôs são projetados para assistir os humanos em situações diversas. Entretanto, os robôs assistivos nem sempre são projetados levando em consideração que somente sua presença ou a forma como ele se aproxima de seres humanos pode levar a reações hostis. Em ambientes de saúde, por exemplo, onde o nível de estresse pode ser alto, o simples ato de deslocamento do robô tem que ser realizado de maneira cuidadosa para não gerar interferências negativas do ponto de vista emocional. Este projeto propõe então o desenvolvimento de um modelo com técnicas de inteligência artificial e reconhecimento de padrões para definição de rotas de robôs de maneira que os mesmos não adotem comportamentos invasivos no que diz respeito ao espaço pessoal de cada um durante seu deslocamento. O modelo deverá ser capaz de identificar pessoas num cenário, reconhecer suas emoções de maneira contínua e planejar rotas até um destino alvo tal qual um humano faria objetivando causar o menor impacto negativo possível. As redes neurais generativas recentemente propostas, chamadas de Generative Adversarial Networks, serão utilizadas para que a rota do robô possa ser definida mimetizando a planejada por humanos. Os experimentos serão realizados simulando ambientes de saúde e os robôs deverão então encontrar rotas similares aquelas definidas pelos profissionais da área, sendo que para esse propósito, uma base de dados que registre tais deslocamentos precisará ser construída. De forma a possibilitar métricas automatizadas e controladas do desempenho do robô na atividade em questão, será utilizado o simulador V-REP. Este projeto de pesquisa é uma continuidade de uma pesquisa iniciada num edital Universal de 2014 sob coordenação do pesquisador proponente e integra um conjunto de pesquisas de um edital Pronex de 2015 do qual o pesquisador proponente desta proposta faz parte.
  • Universidade de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Junior Neves

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • inteligência artificial para a descoberta de novos candidatos a fármacos eficazes contra tripanossomatídeos
  • A doença de Chagas, tripanossomíase africana e leishmanioses fazem parte de um seleto conjunto de doenças tropicais negligenciadas graves e fortemente associadas com baixo índice de desenvolvimento socioeconômico. Todavia, o arsenal de quimioterápicos disponível para tratamento destas doenças é insatisfatório por apresentar efeitos adversos importantes, possuir propriedades farmacocinéticas inadequadas (e.g., administração por via parenteral) ou sofrer com aumento dos níveis de resistência. Face à necessidade de novos fármacos, na presente proposta planeja-se o desenvolvimento de uma nova geração de protótipos de fármacos tripanocidas e leishmanicidas através da integração de inteligência artificial, modelagem molecular e abordagens experimentais in vitro. Metodologicamente, modelos computacionais baseados em aprendizagem profunda e docagem molecular serão construídos e validados. Estes modelos serão implementados como filtros em triagens virtuais de milhões de compostos. A partir desta triagem, subconjuntos de compostos com potencial atividade tripanocida e leishmanicida e com perfis farmacocinéticos e toxicológicos mais adequadas serão selecionados para avaliação biológica experimental in vitro.
  • Centro Universitário de Anápolis - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Lemos Batista

Ciências da Saúde

Farmácia
  • integrando a química, materiais e biologia através do desenvolvimento de metodologia para dimensionamento de nanopartículas por icp-ms (single particle icp-ms)
  • O uso de nanomateriais tem se tornado cada vez mais presente no mundo contemporâneo, e dentre seus tipos, as nanopartículas apresentam grande destaque em aplicações industriais, alimentícias e médicas. As nanopartículas de prata (NP-Ag) são o tipo mais estudado e aplicado, devido principalmente a suas características antimicrobianas, sendo empregadas como fármacos e conservantes de alimentos, por exemplo. Porém seus efeitos físicos e toxicológicos não são totalmente elucidados. Além disso, seu monitoramento apresenta uma grande dificuldade, pelo fato dessas nanopartículas estarem sempre em contato com matrizes complexas, o que impede o uso de técnicas convencionais para dimensionamento. Neste ponto, a Espectrometria de Massas com Plasma Indutivamente Acolpado (ICP-MS), técnica analítica altamente sensível e usada para monitoramento e determinação de vários elementos em nível traço, apresenta uma grande vantagem e potencial, pois permite a análise de meios coloidais e nanoparticulados através da técnica conhecida com single particle (sp-ICP-MS). Esse método permite o dimensionamento direto de nanopartículas em células e outros tecidos complexos, além de não exigir um difícil preparo prévio da amostra. Por ser uma metodologia recente e ainda em pleno desenvolvimento, novos trabalhos de validação analítica e aplicação precisam ser realizados para que a técnica possa ser aplicada em monitoramento contínuo de nanopartículas aplicadas. Finalmente, visa-se aplicações no campo de cultura de células animais e bactérias (in vitro) para dimensionamento de NPs-Ag internalizadas.
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Lopes de Sousa

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • prospecção, isolamento e caracterização de quitinases e proteínas ligantes à quitina a partir da flora do semiárido e avaliação de seus potenciais para aplicações terapêuticas e no tratamento de resíduos
  • A flora da Caatinga é composta por uma grande diversidade de espécies vegetais adaptadas às duras condições do Semiárido nordestino, dotadas de eficientes mecanismos de defesa que configuram o bioma como um manancial de biomoléculas de grande potencial, entretanto, ainda pouco estudado. Dentre as proteínas envolvidas na defesa desses vegetais, destacam-se as quitinases e proteínas ligantes à quitina, capazes de combater fungos, insetos, nematóides e outros patógenos/predadores. Diversos estudos apontam ainda importantes atividades biológicas associadas à essas proteínas, como efeitos antifúngico e antibacteriano contra microrganismos de interesse clínico/médico, além de ação citotóxica comprovada contra células tumorais humanas de diferentes linhagens. Tais efeitos evidenciam o potencial das quitinases e proteínas ligantes à quitina em atuar não apenas como bioprotetores de variedades cultiváveis, mas também na formulação de produtos terapêuticos e na conservação de alimentos. Adicionalmente, a produção crescente de resíduos quitinosos por setores pesqueiros e gastronômicos tornam as quitinases potenciais ferramentas na conversão da quitina em uma fonte renovável, a partir da qual podem ser produzidas substâncias de alto valor agregado, tanto para a indústria alimentícia quanto farmacêutica. Com base nessas perspectivas, a presente proposta objetiva a identificação e isolamento de quitinases e proteínas ligantes à quitina a partir de espécies típicas da flora do Semiárido nordestino, caracterizando suas estruturas moleculares e seus efeitos antineoplásicos e antimicrobianos, além do potencial das quitinases isoladas em degradar resíduos quitinosos de diferentes fontes. O desenvolvimento do projeto permitirá ainda o fortalecimento da pesquisa científica no interior do estado do Ceará, favorecendo a formação de recursos humanos de qualidade na região, auxiliando ainda na consolidação de uma rede de pesquisa multidisciplinar voltada para propostas biotecnológicas composta por instituições de ensino e pesquisa públicas do estado.
  • Universidade Estadual do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Lourenço Diaz

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • estudo do mecanismo de ação de ácidos graxos poli-insaturados em inflamação e câncer
  • Ácidos graxos poliinsaturados (PUFAs) são componentes essenciais da dieta de mamífero e apresentam efeitos que vão além de suas propriedades nutricionais com impacto particularmente em inflamação e câncer. Apesar do reconhecimento de PUFAs como precursor de mediadores lipídicos, especificamente os eicosanoides derivados de ácido araquidônico, remontar a ao início da segunda década do século passado outros formas de atuação foram reconhecidas mais recentemente: moduladores de plataformas membranares de sinalização (”lipid rafts”); precursores de novos mediadores como endocanabinoides e resolvinas; e mesmo como ligantes de receptores específicos. Esta variedade de efeitos em potencial torna a investigação de seus mecanismos de ação mais complexas, mas abre mais oportunidades de intervenção e uso farmacológico. Este tem como objetivo estudar o mecanismo de ação de ácidos graxos poli-insaturados e seus derivados em inflamação e câncer. Serão utilizadas paineis de linhagens celulares de melanoma para investigação dos efeitos e mecanismos de ação de PUFA na capacidade metastática em modelos in vitro e in vivo. Mastócitos, eosinófilos, e células mesenquimais estromais derivados de medula óssea de camundongos serão usados para investigar os mecanismos de ação de PUFAs na resposta inflamatória de origem alérgica.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Luciano Carneiro Alves de Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • condições de vida e saúde de idosos quilombolas de uma cidade da baixada maranhense.
  • Introdução: As informações disponíveis sobre as condições de vida e saúde dos idosos brasileiros são baseadas em dados da população idosa em geral. Assim, as ações e serviços de saúde estão voltadas para a população idosa total, sem especifica em seu escopo os idosos residentes em específicos territórios, tais como os que residem em quilombos. Logo, embora os quilombos sejam importantes campos de estudo, ainda não se conhece situação de vida e saúde durante a dinâmica do envelhecimento nos quilombos, nem tão pouco suas diferenças raciais na 3ª idade. Objetivo: Analisar as condições de vida e saúde de idosos no âmbito das comunidades quilombolas em uma cidade da Baixada Maranhense. Métodos: Trata-se de estudo transversal, do tipo inquérito populacional de base domiciliar, realizado em comunidades quilombolas da cidade de Bequimão, a 76,5km da capital São Luís, localizada na Baixada Maranhense - MA. A população em estudo são os idosos (≥60anos de idade) residentes nas 11 comunidades quilombolas existentes no município. Segundo dados da Secretaria Municipal de Assistência social, estima-se em cerca de 400 idosos (≥60anos de idade) quilombolas em Bequimão, os quais representam a população total de interesse desse estudo. Os idosos são convidados a participar da pesquisa, aceitando assinam termo de consentimento livre e esclarecido que esclarecer os objetivos da pesquisa, garantindo o anonimato dos participantes da pesquisa e a liberdade de desistência em qualquer momento da entrevista. Para coleta de dados é utilizado um questionário separado em módulos baseado nos questionários da Pesquisa Nacional de Saúde e Vigitel, além de um para avaliação mental e de depressão. São avaliadas também a atividade cardiovascular e função hepática, renal e bioquímica do sangue. Os dados nos questionários e as amostras de material biológico são coletados por entrevistadores, contratados e treinados pelos autores deste estudo, aos participantes da pesquisa nos domicílios ou reunidos nos centros comunitários. A análise estatística inclui cálculo de prevalências e elaboração de tabelas e gráficos de distribuição e demais análises (fatores associados e multinível) conforme o interesse dos pesquisadores envolvidos, utilizando-se o Stata® versão 14. Esta investigação respeita os princípios éticos básicos para a pesquisa envolvendo seres humanos no contexto brasileiro, estabelecidos pela Resolução nº 466 de 12/12/2012, do Conselho Nacional de Saúde. Já conta com um financiamento da FAPEMA (Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão) que cobre uma parte das despesas com sua execução, mas existem outras partes importantes que ainda dependem de novas fontes de financiamento, pois os dados derivados dessa coleta serão usados para compor uma Tese de Doutorado em Saúde Coletiva, uma dissertação e dois trabalhos de conclusão de curso na Enfermagem. Resultados esperados: espera-se conhecer além da situação de vida e saúde, a influência dos determinantes sociais, econômicos e culturais nos padrões de saúde da população negra; orientar o planejamento e implementação de políticas públicas ou intervenções voltadas para o controle de agravos e atenção saúde da população avaliada que vive nos quilombos; contribuir com a formação e aperfeiçoamento de recursos humanos em pesquisas voltadas a saúde dos idosos, quilombolas e de áreas remotas; contribuir com o debate nacional sobre as condições de vida e saúde de idosos quilombolas por meio da produção de artigos de excelência sobre essas temáticas.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022