Agraciados

 

PESQUISADORES EMÉRITOS

Foto do Reynaldo Luiz Victoria

Reynaldo Luiz Victoria

2016

  • ossui graduação  em Engenharia Agronômica pela Universidade de São Paulo (1972), especialização  em Uso de 15N Em Pesquisas Agronômicas pela University Of Saskatchewan (1977), mestrado em Ciências (Energia Nuclear na Agricultura) pela Universidade de São Paulo (1975), doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade de São Paulo (1980), pós-doutorado pela University Of California Davis (1982) e pós-doutorado pela University of Washington (1993). Atualmente é professor titular  da Universidade de São Paulo, Assessor Científico do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Membro de Conselho do Instituto de Pesquisas Ambientais da Amazônia,  do Ministério da Educação e Membro externo do Conselho Cien do Ministério da Ciência e Tecnologia. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia de Ecossistemas. Atuando principalmente nos seguintes temas: isótopos, Amazônia, hidrologia.

Foto do Durval Rosa Borges

Durval Rosa Borges

2016

  • Durval Rosa Borges formou-se em medicina em 1967, concluiu o doutorado em 1971 e a Livre-Docência em 1990 na Escola Paulista de Medicina (EPM), hoje Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Realizou formação pós-doutoral com José Leal Prado (EPM) e A. H. Gordon, no National Institute for Medical Research (Londres). Atualmente é professor titular do Departamento de Medicina da Unifesp, dirigindo o Laboratório de Hepatologia Experimental. Publicou mais de uma centena de artigos em periódicos especializados. Editou 6 livros na área médica. Orientou dissertações de mestrado, teses de doutorado e supervisionou pós-doutorados, além de ter orientado trabalhos de iniciação científica. Recebeu prêmios e/ou homenagens, sendo Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico. Atua na área de Medicina, com ênfase em Hepatologia, estudando aspectos experimentais e clínicos da hipertensão portal. Em suas atividades profissionais interagiu com mais de uma centena de colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Foi Pró-reitor de Graduação da Unifesp.

Foto do Gerhard Malnic

Gerhard Malnic

2016

  • Gerhard Malnic concluiu o doutorado em Ciências (Fisiologia Humana) pela Universidade de São Paulo em 1960. Atualmente é professor titular da Universidade de São Paulo. Publicou 135 artigos em periódicos especializados e 121 trabalhos em anais de eventos. Possui 13 capítulos de livros e 2 livros publicados. Possui 10 itens de produção técnica. Orientou 8 dissertações de mestrado e 18 teses de doutorado nas áreas de Fisiologia e Biofísica. Atua na área de Fisiologia, com ênfase em Fisiologia Renal. Em suas atividades profissionais interagiu com 96 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Foi diretor do Inst. Ciências Biomédicas, e do Inst. Estudos Avançados, da USP. Membro titular: Academia Brasileira de Ciências, Academia de Ciências do Estado de São Paulo, Academia de Ciências da América Latina. Membro, Corpo Editorial: Kidney International, 1972 75; Brazilian Journal Biol.Med. Research, 1981-1991; American Journal of Physiology, Renal, membro Editorial Reviews Board, 1999-2007; Physiological Reviews, Editor Correspondente para a América Latina, 1975 80, 1999-2006. (Texto informado pelo autor)

Foto do Carol Hollingworth Collins

Carol Hollingworth Collins

2016

  • Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível SR - CA QU - Química. Possui graduação em Química - Bates College (1952) e doutorado em Fisico-Química Orgânica - Iowa State University of Science and Technology (1958). Atualmente é professora titular emérita da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência em várias áreas de Química, com ênfase atual em Química Analítica, atuando principalmente em separações cromatográficas, com destaque para a cromatografia líquida de alta eficiência, preparação de fases estacionárias e diversas aplicações.

Foto do José Renato Coury

José Renato Coury

2016

  • José Renato Coury é formado em Engenharia de Materiais pela Universidade Federal de São Carlos, 1974. Obteve seu Mestrado em Engenharia Química pela Universidade de São Paulo em 1979. Concluiu o Doutorado em Engenharia Química na Universidade de Cambridge, Inglaterra, em 1983. Realizou pós doutoramento na Universidade de New South Wales, Austrália, em 1988/9 e na Universidade de Alberta, Canadá, em 1996/7. Atualmente aposentado, foi Professor Titular da Universidade Federal de São Carlos, membro do Comitê Assessor do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, membro da Associação Brasileira de Engenharia Química e membro do Conselho Editorial do periódico Powder Technology, Elsevier Science. Publicou mais de 80 artigos em periódicos especializados e mais de 300 trabalhos em anais de eventos. Possui 9 capítulos de livros publicados. Orientou mais de 20 dissertações de mestrado e 20 teses de doutorado, além de diversos trabalhos de iniciação científica e trabalhos de conclusão de curso. Recebeu 2 prêmios e/ou homenagens. Atua na área de Engenharia Química, com ênfase em operações de separação e mistura. Em suas atividades profissionais interagiu com mais de uma centena de colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos.

Foto do Maria Lígia Coelho Prado

Maria Lígia Coelho Prado

2016

  • Graduada em História pela FFLCH/Universidade de São Paulo (1971), Mestre em História Social, FFLCH/USP (1974) e Doutora em História Social, FFLCH/USP (1982); Livre-docente em História da América Independente, FFLCH/USP (1996); Professora Titular em História da América Independente, FFLCH/USP (2002). Professora Emérita FFLCH/USP (2012). Foi presidente da Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas (ANPHLAC), 1998/2000. É especialista em História da América Latina, trabalhando na interseção dos campos da História Política, História da Cultura e História das Idéias. Foi coordenadora do Projeto Temático/FAPESP: Cultura e Política nas Américas: Circulação de Idéias e Configuração de Identidades (séculos XIX e XX) entre 2007 e 2011. Membro do Laboratório de Estudos de História das Américas - LEHA do Departamento de História da USP, que coordenou entre 2008 e 2012.

Foto do Tânia Maria Dietrichs Fischer

Tânia Maria Dietrichs Fischer

2016

  • Possui doutorado em Administração com distinção e louvor pela Universidade de São Paulo (1984), mestrado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1977) e graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1973) tendo realizado estágios de pós-doutorado na França, Estados Unidos, Canadá e Espanha, com apoio da CAPES/COFECUB, CNPq e CISYT. Atualmente é professora titular da Universidade Federal da Bahia e coordenadora do Centro Interdisciplinar em Desenvolvimento e Gestão Social (CIAGS). É pesquisadora DTI 1A do CNPq e membro titular da Academia Baiana de Ciências. É conselheira da Fundação Banco do Brasil, SEBRAE e FIEB. Coordena projetos PRO-ADMINISTRAÇÃO, PRO-CULTURA da CAPES, PRONEX e CT/INFRA. Foi presidente da Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação Administração (ANPAD) e diretora da Associação Nacional de Programas de Planejamento Urbano e Regional (ANPUR) e Associação Nacional de Programas de Ensino de Transportes (ANPET). Foi consultora da UNESCO, Banco Mundial e BID. Tem experiência nas áreas de Administração e Educação, com ênfase em Poderes Locais e Gestão Social do Desenvolvimento Territorial, Organizações e Interorganizações, Gestão e Educação para a Gestão. Recebeu os seguintes prêmios e destinções: Medalha de Ouro 50 anos de Pós-Graduação Brasileira concedida pela CAPES; Pesquisador de Destaque pela UFBA (2009) e Homenagem da ANPAD e ANPET.

Foto do Silviano Santiago

Silviano Santiago

2016

  • Escritor, crítico e professor, Bacharel em Letras Neolatinas pela UFMG e Doutor em Letras pela Université de Paris - Sorbonne (1968). Foi professor visitante e/ou pesquisador em diversas instituições norte-americanas (Rutgers University, University of New York at Buffalo, Stanford University, University of Texas, Austin, Indiana University, Yale University e Princeton University) e no Canadá (University of Toronto). Foi Professor Associado da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro entre 1974 e 1988 e Professor Adjunto da Universidade Federal Fluminense de 1988 a 1997, onde, após a aposentadoria, recebeu o título de Professor Emérito (2004). É Doutor Honoris Causa pela Universidad Metropolitana de Ciencias de la Educación, do Chile (2013) e pela Universidad Tres de Febrero, na Argentina (2014). Atua regularmente como crítico literário e cultural em grandes jornais do país, como curador e conferencista e, além das várias coletâneas de ensaios publicadas, é autor de inúmeras obras de ficção.

Foto do Alberto Luiz Galvão Coimbra

Alberto Luiz Galvão Coimbra

2015

  • Nasceu no Rio de Janeiro em 1923, cursou o primário no colégio Pitangas, o ginásio no Anglo Americano e o científico no Colégio Universitário e no Andrews. Entrou no curso de química industrial, na antiga Universidade do Brasil (1943). Formou-se em 1946. Decidido a estudar engenharia química, ganhou uma bolsa de estudos na Universidade de Vanderbilt, em Tennessee, nos Estados Unidos (1947), com o objetivo de pós-graduar-se, e obteve o grau de mestre em engenharia química (1949). 
     
    Criador do primeiro curso de pós-graduação em engenharia química no Brasil (1963) e fundador da Coordenação dos Programas de Pós-graduação de Engenharia (1967) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ). Depois, vieram os programas de engenharia mecânica (1965), de metalúrgica e elétrica (1966), de civil (1967) e de produção e naval (1968). 
     
    Afastado da universidade e da Coppe pelo Conselho Universitário (1973), passou a se dedicar à Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCTI). Livre-docente pela UFRJ (1953), é Dr. Honoris.Causa pela UFPe (1969) e pela UFSC (1979) e Prof. Emérito da UFRJ (1993). Entre outras honrarias, é detentor da Grã-Cruz (1994) da Ordem Nacional do Mérito Científico.

Foto do Antonio Sesso

Antonio Sesso

2015

  • Nasceu em São Paulo em 1930, graduou-se em medicina pela Universidade de São Paulo (USP) em 1954, é doutor em morfologia, também pela USP (1962). Estudou Biologia Molecular, possui especialização em de autoradiografia ao nível do microscópio eletrônico de transmissão, ambos na University of California System, UC System, Estados Unidos. É pesquisador associado Senior do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo da Universidade de São Paulo e professor aposentado da Universidade de São Paulo.
     
    Tem experiência na área de Morfologia, com ênfase em Citologia e Biologia Celular e Estrutural utilizando técnicas de microscopias eletrônicas e de fluorescência. Analisou a modulação morfofuncional de várias organelas utilizando pela primeira vez no Brasil técnicas de morfometria e de autorradiografia de alta resolução, de reconstrução tridimensional ao microscópio eletrônico de transmissão (MET) sobre cortes seriados ultrafinos. Introduziu também o uso dos procedimentos de criofratura e criorelevo ao MET. Atualmente estuda o papel da via mitocondrial na promoção da morte celular programada por apoptose. Tem publicado 138 artigos científicos e 5 capítulos de livros. Orientou 10 teses de mestrado e 38 de doutorado.